terça-feira, 17 de outubro de 2017

TEMPO DE FRUSTRAÇÃO E RAIVA

Égua da frustração! Você espera ansiosamente pelo dia do jogo, quando chega na antevéspera, à noite, recebe a noticia de que não haverá a partida. Sinceramente, é pra chorar de raiva. Penso que muitos torcedores da gloriosa Cruz de Malta se sentiram assim na sexta feira à noite quando a notícia correu mundo dizendo que não haveria jogo e o Pedreira estava fora da Segundinha. A primeira sensação foi de uma imensa decepção, pois há muito que estávamos esperando a partida; a ansiedade era enorme. Já imaginou o tempo que não vemos nosso time disputar uma partida oficial? Depois foi uma mistura de raiva, com indignação, decepção, o escambau.
O fato é que a situação é essa. O Pedreira ficou de fora e a chave A1 vai ficar agora formada  só por quatro equipes, que são: Tuna, Bragantino, Sport Belém e Vênus. A principio, se imaginou que o Pedreira ainda voltasse, tipo assim: segunda ou terça feira quitaria suas dividas com a FPF, resolveria o problema do CNPJ  e assim ficaria de novo numa boa.  Se fosse assim, a Tuna ganharia os pontos por WO. Mas nada. O buraco é bem mais embaixo e a FPF, que poderia ter evitado todo  esse nosso desgaste e sofrimento, marcando o prazo para resolução de todos os problemas das equipes participantes dentro de um tempo hábil, que não atrapalhasse a vida de ninguém (como faz sempre!), deixou para a última hora. Mas, o que fazer? Agora o que  nos resta é ver como vai ficar essa nova tabela que está prometida pra hoje e esperar a estreia de nossa gloriosa Tuna Luso Brasileira. E com vitória!

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

TORCIDA FIEL SÓ A DA TUNA!

Domingo é dia de encontro de torcedores, todos loucos para ver a Tuna jogar e vencer. Todos lá!
Neste domingo, quando a Tuna Luso Brasileira faz sua estreia na Segunda Divisão do Campeonato Paraense de Futebol, a torcida cruzmaltina fará uma grande festa no Estádio Francisco Vasques.  Bandeiras e mais bandeiras, camisas das mais diversas versões da Águia do Souza farão um colorido espetacular, dando as boas vindas à nossa equipe que enfrentara sua primeira prova de resistência rumo à Elite do futebol, perante o Pedreira.
Torcidas organizadas, torcedores de diversas idades, incluindo crianças e antigos apaixonados, estarão com suas camisas e bandeiras vibrando pela Tuna, numa confraternização que só mesmo a Águia doo Souza consegue fazer.
Bandeiras e torcedores uniformizados no Souza
Essa é a Tuna. Uma torcida vibrante, fiel, que mesmo nas piores situações não abandona seu clube do coração. Pode estar em qualquer série, mas a fiel torcida cruzmaltina não baixa a cabeça. Vai sempre torcer, gritar, chorar cheia de paixão pelas cores da ´Águia.E o desfile de camisas É a coisa mais linda, mesmo porque, a camisa, com suas cores exuberantes da Bandeira de Portugal, o Branco, o Verde e o Vermelho, são sempre destacados em designers os mais variados e criativos. O emblema, sem dúvida o mais criativo e bonito do Estado e um dos mais lindos do mundo, aparece além das camisas, nas bandeiras, nos bonés e nas faixas que enfeitam normalmente todo o Estádio Francisco Vasques. Então está feita a convocação, foi dada a largada para o grande encontro de cruzmaltinos e torcedores de outras agremiações que também simpatizam e torcem pela volta da gloriosa Tuna Luso Brasileira, a mais antiga equipes de nosso Estado, uma das mais antigas do País e do mundo, e que possui realmente a torcida miais fiel do Pará.

VAMOS LÁ, TORCIDA CRUZMALTINA!!

Para conseguir voltar à elite do futebol paraense, a Tuna não terá tarefa das mais fáceis. Com a confirmação da participação de todas as 15 equipes e a não desistência do Águia de Marabá, que ameaçava não participar, só serão mesmo duas vagas, ou seja, a Águia do Souza terá que ser a campeã ou no mínimo a segunda colocada.
Aí é que "entrará em campo" a experiência e o conhecimento do técnico Sinomar Naves. Ele tem que mostrar todo o seu talento no comando da equipe, seus conhecimentos táticos, psicológicos e de liderança, porque assim como a Tuna, as outras 14 equipes também estão se preparando e, como nós, todos querem vencer.
Pra começar a Tuna não pode de maneira alguma deixar de vencer nenhuma partida dentro de casa. Tem que vencer e se possível ganhar folgado, fazendo o máximo de gols possíveis. Não posso afirmar porque não tenho bolinha de cristal, mas será muito natural que duas ou três equipes em todas as fases tenham pontuação igual. Então fazer o máximo de gols, ter vitória com saldos de gols, é o ue a nossa Águia querida terá que fazer.
Sinceramente como não tenho acompanhado aos treinamentos da Tuna. Esse ano resolvi fazer diferente. Não assisti a nenhum dos amistosos. Resolvi dar um castigo em mim mesmo para não ficar naquela expectativa de que nosso time era o melhor e que chegar à elite seria tarefa fácil.
Com os resultado não muito agradáveis dos amistosos, sinceramente como fico mais tranquilo e até me confesso adepto da filosofia do velho Valdir Pereira, o Didi, que dizia que "treino é treino e jogo é jogo".
Na partida frente ao Pedreira, neste domingo, às 9,30h no Souza,  espero que Sinomar Naves use a força máxima da equipe. Não pense em poupar jogador para segundo tempo. Tem que entrar para decidir. A primeira partida é como diz aquela propaganda "ninguém esquece". Tem que ser vitória, para entrarmos com o pé direito rumo ao título da Segundinha.
Pelo que tenho ouvido e conversado, a torcida vai prestigiar "in loco" as exibições da nossa Águia querida. Agora mesmo, caminhando pelo Presidente Vargas um grupo de taxistas me parou e perguntou se  eu iria para o jogo.  "Que tu achas?  -respondi.
Vamos encher o Souza, pois os amigos da MUC já começaram a arrumar as enormes bandeiras para enfeitar nosso estádio e gritar comemorando a cada gol e pela vitória da Tuna.
Vamos todos lá. Juntos somos os maiores, os melhores, pois temos o mais importante: Qualidade. Avante, torcida cruzmaltina!

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Tuna se prepara para iniciar a batalha

Estamos voltando com nosso Blog Didascália, depois de alguns meses atuando só com o face. A necessidade de melhor desenvolver um trabalho com matérias matérias além de informativas, informativas e analíticas nos fez retornar, principalmente com material sobre a nossa querida Tuna Luso Brasileira, que entre em campo no próximo domingo, 15, no Estádio do Souza.
Sobre o time da Tuna Luso Brasileira devo reconhecer que pela primeira vez em quase 1 anos é formada uma equipe que penso é competitiva. Os atletas que estão sendo mostrados nos treinos e amistosos -que estão decepcionando pelos escores sempre desfavoráveis!- são uma parte doo que de melhor temos no momento no Estado, o que prova que as contratações estão sendo feitas com um certo critério, bem diferente de quando entravam nesse período um monte de oportunistas torcedores de Remo e Paysandu, no intuito único de aparecerem eles e seus filhos, com todo respeito pelos garotos, mas quase todos pernas de pau.
O problema é o Sinomar. Já conheço o Sinomar de outros carnavais. Sempre foi um técnico pouco corajoso, sem sangue para botar um time como a Tuna, que necessita vencer todos os jogos, pra cima, pra fazer gols. Ele foi nosso técnico nos vice campeonatos de 2001 e 2002, se não me falha a memória. 
Lembro que antes de uma decisão num dos anos que citei acima, o velho ônibus da Tuna saiu da sede social no sábado na boca da noite e na primeira fila de cadeiras eu subi um degrau e olhe para ele e falei:
-Professor vamos vencer, né? Vamos entrar firme porque precisamos muito desse título.
Ele estava com os olhos cerrados, sério e só fez balançar malmente a cabeça. Resultado: no outro dia perdemos e alguns jogadores foram acusados de corpo mole, de já terem fechado com o Remo, etc.
Desde esse período fiquei cismado com ele. Acho que faltou alguma coisa naquelas duas decisões.
Mas nada que o tempo não cure. Est´gravado na memória, mas tenho que trabalhar e pensar no futuro.
Passador 15 anos, Sinomar está de volta como técnico da Tuna. Torço para que ele tenha evoluído profissionalmente. Para que ele entenda que a Tuna necessita muito voltar. Torço para que ele "jogue todo seu futebol", exponha todo seu conhecimento e passe para os jogadores, repito, a necessidade da Tuna voltar a disputar o Parazão.
Não tenho porque criticar as atuações da Tuna nos amistosos. Mesmo porque, resolvi não prestigiar os amistosos para não me empolgar. Todos os anos eu assisto todos os amistosos e brigo pela vitoria, que sempre acontecia. Esse ano foi diferente. Nem fui para os amistosos e nem a Tuna ganhou.
Acho que foi um bom presságio. Já que não ganhou os amistosos, vai dar um show nos jogos valendo. Vencer, todos ou a maioria, contanto que se classifique, na primeira e nas outras fases.
Vamos pra cima, Tuna. Vamos pra cima, Sinomar. O passado não existe mais. Espero que essa explicação sirva como incentivo ao técnico e à rapaziada que honrosamente está vestindo a jaqueta cruzmaltina. Vocês, Comissão Técnica e jogadores terão todo nosso aplauso, nosso respeito, nosso apoio. É essa equipe que temos e será essa equipe que nos levará à vitória. Afinal, nós merecemos!

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Tuna joga hoje e promete surpresa

A Tuna Luso Brasileira volta a campo hoje, às 15,30 h para fazer o primeiro de seus dois jogos decisivos. O adversário da equipe cruzmaltina é o Vila Rica, que já jogou três partidas e com apenas três pontos, tem remotas chances de classificação.
Preto Barcarena vai estrear hoje pela Águia
A Águia do Souza para a partida de logo mais apresentar´´a duas novidades, o zagueiro Preto Barcarena, que estava suspenso e por isso não havia atuado nas duas primeiras partidas, e o meia atacante Rafinha, que será o titular no meio de campo ao lado de Endy e Flamel. Também a Tuna poderá possivelmente utilizar o atacante Jéferson Monte Alegre, recém contratado e que poderá ser utilizado, dependendo de sua liberação no BID.
Existe uma grande esperança de vitória hoje e no próximo jogo da Tuna, contra o Pinheirense. Para a maioria dos torcedores, a Tuna não correspondeu em campo, apesar da boa equipe, por simples problemas do sistema tático utilizado pelo técnico anterior. 
"Com Fran Costa no comando"  -diz o torcedor Paulinho Mururé- "vamos vencer as duas partidas, completar os 7 pontos e classificar e disputar uma das duas vagas com as outras  equipes do outro Grupo".
O torcedor da Tuna é um dos mas apaixonados do Estado. Mesclado por jovens, adultos e senhores, a torcida cruzmaltina em todas as partidas mostra a sua paixão, sua dedicação. nas redes sociais, nas ruas, a Águia é cantada por todos os seus torcedores e até simpatizantes de outros clubes, que aprenderam a amar e respeitar a grande Tuna Luso Brasileira.
Hoje, o diretor de Marketing da Tuna João Brito promete uma grande surpresa para quem for ao Souza. "Vai ser uma surpresa agradável, bonita, interessante podem crer. Inesquecível", diz o torcedor e diretor João Brito.Vamos todos lá, dar nossa parcelas de contribuição, gritando, aplaudindo, incentivando nossa querida Tuna Luso Brasileira. Vamos subir!

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Tuna estréia domingo já pensando no acesso

A Tuna Luso Brasileira estréia pelo Campeonato Paraense da Segunda Divisão nesse domingo, 23, no Estádio do Souza. O adversário dos cruzmaltinos será a Desportiva, um time formado por garotos prata da casa, trabalhados desde a base, portanto uma equipe com uma certa solidez, que não será um adversário fraco, daí merecendo todo o respeito dos tunantes.
A Segundinha começa com um certo atraso. Foram tantos os atropelos proporcionados por uma Federação que possui uma gestão, infelizmente antiga, que não se renova e por isso tem dificuldades em organizar com qualidade suas competições.
A diretoria e torcedores cruzmaltinos vêm aguardando o início dessa competição desde o mês de Agosto e no máximo Setembro. Foram adiamentos, ameaças de não acontecer, mas enfim, depois da saída de uma das equipes, o Pedreira, a data foi definitivamente marcada.
Preto Barcarena volta à casa que o projetou
A Tuna conseguiu fazer uma boa equipe. Pelo menos os atletas contratados são de boa qualidade e os jogos que presenciei, pelo menos na segunda etapa das partidas, senti firmeza na equipe. Mais uma vez confesso que não conheço o técnico Charles gatinhos, mas respeito e torço, como o fazem todos os torcedores cruzmaltinos, para que ele tenha sucessos e a Tuna consiga realizar o nosso sonho do acesso à Primeira Divisão.
Pela primeira vez estou vendo uma mobilização de vários grupos de cruzmaltinos. Jovens, adultos, todos nobres torcedores ajudando na formação do elenco. A diretoria solicitou e muitos atenderam, apoiando, com o que podem para que a Tuna formasse um elenco de qualidade, respeitando seu npme e sua historia, para pelo menos conseguir ser um dos dois clubes a subir.
Depois de muitos anos confesso que estou pondo fé. Muita gente foi contratada, nomes com histórias de sucesso no futebol como Flamel, Preto Barcarena, Djalma, Levy, Monga, Cleo, Gleysinho e muitos outros atletas que, mesclados com alguns do Sub-20  que o técnico Gatinho aproveitou, tem tudo para fazer bonito e ascender novamente à elite do futebol paraense.
A torcida cruzmaltina deve se fazer presente com sua força para ajudar a equipe que precisa ganhar essa primeira partida. Tudo leva a crer que a tradicional arquibancada conhecida como  "Tobogã" estará pintada e será reinaugurada com muitas bandeiras cruzmaltinas tremulando
e uma galera fervilhando de emoção.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Tuna poderá disputar a Segundinha com Sub 20, embora o técnico ainda aguarde reforços.

Assisti ontem na TV a matéria sobre o futebol profissional da Tuna. Pra variar, confesso que não me entusiasmei em nada. O técnico Charles gatinho mostrou um total desconhecimento do nosso futebol e, suas análises e assertivas sobre o time que está formando, pouco acrescentaram para cruzmaltinos ansiosos por uma equipe que pelo menos se classifique para o Parazão 2017.
Claro que os que não aceitam criticas porque se  acham  intocáveis  e que estão fazendo certo embora não estejam! vão pular e dizer que eu não gosto de nada. Não é verdade isso. Posso até ser critico, mas sou muito paciente, espero primeiro para opinar depois. No caso do time em formação, lamento dizer que estou com duas pulgas atrás das orelhas, pois pelo que temos visto nos últimos anos, só times de má qualidade, ao que parece sem nenhuma pretensão de ganhar nada, não posso aceitar de bom grado um técnico dizer, faltando dois meses para o início do campeonato, que "a pretensão da Tuna é revelar jogadores, como fazia antigamente" e que "vai pedir à diretoria para fazer algumas contratações".
Sei não. Mas o técnico da Tuna, que embora não o conheça profissionalmente tenho respeito, está colocando seu nome e sua cabeça em jogo. Pois como pode a dois meses do início do Campeonato a Tuna não ter ainda um time preparado para disputar, vencer ou pelo menos se classificar para o Parazão 2017?
Que que é isso? O presidente declarou em seu panfleto de campanha e após ser eleit!-  que prepararia uma equipe já a partir de Fevereiro, com jogos-treinos, excursões pelo interior para em Agosto ou Setembro estar com uma equipe tinindo para a Segundinha. E hoje o que vemos é isso: um técnico desconhecido, que não tem time, a não ser a Base do Sub 20 e que fica dando declarações sem nexo, por não saber o que fazer a dois meses da competição.
Respeito a Base da Tuna, pois de lá já saíram muitos craques. Mas o time é limitado para a Segundinha, que sabemos este ano vai ter equipes que já estão em preparação há pelos menos três meses, como Cstanhal, Bragantino, Isabelense e outras que estão em atuvidades como o Águia de Marabá.
Tanto o presidente, o Vice, como o Diretor de Futebol e seus Sub-diretores, que falam são o Jopércio e o Valmir Barra (que sabemos são remistas doentes!) têm que ter consciência de que se continuar assim, se não for formada uma equipe ainda este mês, vamos mais uma vez naufragar, e talvez com agremiações inferiores, comparando com nossa história, como o Vênus de quem levamos uma lavagem de 5 dentro de casa.
Vou esperar o andar dessa lenta carruagem e voltarei ao assunto. Mas de primeira, lamento dizer, parece que a falta de comprometimento continua, com tantos cruzmaltinos, e colocarem remistas e paysandus como diretores da Tuna e até no futebol só poderia dar nisso.