sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Domingo é dia de "Analá" e Dilmalá".

video
Domingo é dia de avermelhar o Pará e o  Brasil. É dia de cantar a belíssima música que embalou as duas vitórias de Lula. É dia de votar no 13, lá e cá, na Dilma e na Ana Júlia. É dia de vestir vermelho, vermelhaço, vermelhante, vermelhão. É dia de dizer "SIM" para tudo que Lula fez pelo povo brasileiro, e atender seu  pedido de presente de aniversário cravando 13 para Governadora e para Presidenta. Nós, que lutamos pela continuidade de tudo que foi feito no Pará e no Brasil, que não queremos o retrocesso, a volta dos que dominaram esse País e este Estado por anos e anos e só deixaram seus rastros de  preguiça e maldade com o povo e com o próprio torrão paraense. Por isso, em homenagem à nossa vitória, vitória dupla de domingo, nada como a nova versão do "Lulalá" como "Dilmalá".

O "lari-lari" de Jatene no debate de ontem

No debate de ontem da TV Liberal,  o tucano pescador mais uma vez titubeou  nas respostas  a algumas perguntas de Ana Júlia e deixou claro com suas colocações tolas, que é o candidato da lorota, do lari-lari e da pescaria, sem propostas e sempre com números falsos, que não mostram o que foi realmente seu governo. A famosa pescaria que foi mais importante do que a reunião com o presidente Lula não foi nem posta em pauta, mas indagado sobre a perda, por parte do PSDB, da Siderúgica da Vale para o Maranhão, Jatene mudou totalmente a resposta. Mas o pior  foi quando ele, surpreendentemente, entra numa temática digna de  futrica de salão de beleza, de tão vazia. É a fofoca sobre os taxistas, que , segundo o tucano, a candidata do PT teria instigado motoristas a usarem objetos da cor vermelha nos carros. Pelo visto, faltou assunto ao tucano, inclusive quando disse que ela teria que se explicar jurídicamente. Em contrapartida à leseira do emplumado, Ana contrapôs na sua pergunta, que ele que falseava a verdade, pois existe contra Jatene um processo por abuso político e econômico e "o candidato poderá inclusive ficar inelegível. O senhor já falou isso para os eleitores?". O tucano ficou nervoso, quis negar mas na tréplica Ana insistiu  que o processo está na internet, no site do tribunal, ao que o emplumado retrucou -confirmando que o processo existe- mas que o caso é de 2005 e ele foi réu por estar ao lado de Almir. O emplumado esqueceu que o Ficha Limpa está pegando réus até  de 2002, quanto mais de 2005.
Ana Júlia mostrou o que fez, como aparelhamento da Policia, concursos públicos, os elevados da Pedro Álvares Cabral e Independência, as conquistas de servidores públicos, os avanços nas áreas da Educação e da Saúde. Garantiu que as propostas para o segundo mandato são lúcidas e dentro da realidade de quem tem uma parceria forte com o Governo Federal. A importância dos empregos que foram criados,  os que serão gerados, graças às indústrias que estão chegando ao Estado do Pará. Lembrou do Vale Único, uma realidade que já existe em alguns estados administrados pelo PT, os programas sociais do Governo Federal e o principal: a diferença dos dois projetos. Um, o do PSDB,que governa para poucos, só para os ricos. Outro, que governa para todo o povo do Pará, o do PT de Ana Júlia..

A agonia do Remo

Havia prometido aos meus caros amigos e até a mim mesmo, que evitaria falar da crise do Remo, mesmo porque, meu Clube, a Tuna Luso Brasileira, está vivendo também um série problema no seu futebol e existe um grupo que está louco para chegar ao poder e acabar com esse esporte no Clube, embora nós cruzmaltinos tenhamos já decididos que vamos briga para que isso não aconteça! Mas o assunto aqui é o Remo.
Sempre disse que Amaro Klautau não tem sido um bom presidente para o Remo. A arrogância do ex-vereador do PSDB, a falta de humildade e principalmente a vontade louca de desfazer-se de patrimônio  azulino que ele não construiu, mostram isso. Klautau poderia, desde que entrou na presidência, há dois anos,  ter trabalhado para negociar a dívida leonina com a Justiça do Trabalho. Mas ao contrário, não cuidou de pagar em suaves prestações  e a Justiça do Trabalho é cruel: não pagou, a divida aumenta mais rápido que barriga de mulher prenhe! E foi o que deu.
Hoje, a situação chega ao caos, com um grupo de conselheiros querendo a cabeça do presidente, o Clube prestes a ter seu patrimônio leiloado (o leilão do Carrossel será dia 19 de Novembro),  e pessoas que deram parte de suas vidas pelo Clube, com dedicação, amor e trabalho, como Manoel Ribeiro e Ronaldo Passarinho, dentre outros, quase chegando às vias de fato com Klautau e pedindo de imediato sua renúncia e expulsão dos quadros de associados do Clube.
Quer dizer, tanta lorota que Klautau fez quando era candidato. Tantas promessas de que "faria um time em 15 dias para ser campeão", e tudo não passou de papo furado. 
Então, caros remistas, só para finalizar, é preciso saber escolher. A humildade, a seriedade ainda são coisas  boas e devem ser valorizadas. A arrogância, o papo de Klautau nada valeu. E hoje, sem time, sem série, e possivelmente sem sede, o Remo agoniza. E só verdadeiros remistas podem salvar o Leão Azul. E da p´roxima pensar bem: lorota não vale muita coisa não. É bom sempre confiar nos que em vez de muito papo, preferem trabalhar.

Internet ontem mostrou sua cara!

Nossas desculpas aos seguidores e internautas por ontem. Mais uma vez a internet me deu saudades da velha Olivetti, pois durante quase todo o dia desapareceu. E nós ficamos impossibilitados, a partir das 9 da manhã, de fazer qualquer coisa.  Sãos os pagamentos antecipados da tecnologia. Sinceras desculpas!.

Escritor Fernando Moraes; "Brasil já não fala fino com Washington"

O premiado escritor Fernando Moraes
A rádio CBN entrevistou nesta quinta (28) duas personalidades renomadas da cultura brasileira sobre suas opções no segundo turno das eleições presidenciais. Um deles é o poeta Ferreira Gullar, eleitor de Serra. O outro é Fernando Morais, jornalista, escritor e ex-secretário de Cultura de São Paulo (no governo Quércia, quando criou a Universidade Livre de Música).

Gullar, que em tempos já idos foi um homem de esquerda, justificou sua preferência alegando conhecer José Serra desde os anos 1960 e elogiando supostas realizações do tucano contestadas por especialistas, como a viabilização dos genéricos, apresentada como resultado de uma luta contra as multinacionais do remédio, o que não corresponde à verdade, segundo o físico Rogério Cezar de Cerqueira Leite.

No mesmo tom da campanha demo-tucana, o poeta e ex-comunista disse que não vota em Dilma porque não a conhece e não confia em sua capacidade, um argumento pífio e de fundo machista, que exala ignorância em vez de sabedoria.

Dois exemplos

Já Fernando Morais, autor do livro A ilha (sobre Cuba) e de uma bela biografia de Assis Chateaubriand (Chatô), entre outras obras, foi bem mais convincente ao expor as razões pelas quais vota em Dilma e não vota em Serra. Leia abaixo o depoimento ( curto e grosso) do escritor à CBN:

“Eu voto na Dilma porque é a pessoa mais qualificada para dar continuidade ao período que é seguramente o período mais importante na história do Brasil nos últimos 50 anos. Desde Getúlio Vargas nenhum presidente promoveu transformações tão profundas quanto o Lula

“Vou pegar dois exemplos, em primeiro lugar o feito que foi tirar da miséria absoluta 30 milhões de pessoas, como a população inteira sabe. Isto significa 10 vezes a população do Uruguai , seis vezes a população da Dinamarca e não é esmola como dizem seus adversários. O Bolsa Família é um projeto de integração, de inclusão social, provavelmente um dos maiores já realizados no mundo.

“Depois, por outra razão que é a política externa independente. Provavelmente o Brasil, desde Horácio Lafer, não tem uma política externa tão altiva, tão independente, que o Chico Buarque resumiu muito bem: é uma política externa que não fala fino com Washington nem fala grosso com o Paraguai e com a Bolívia [o contraste com a diplomacia dos pés descalços de FHC é colossal]

“Não voto em Serra também porque conheço o Serra, sei quem é ele, é um desagregador, um dos poucos políticos que eu conheço que não tem amigos. O Serra foi a um cartório em São Paulo e registrou, escreveu num pedaço de papel ´vou ser candidato a prefeito de São Paulo e prometo cumprir o mandato até o fim´ . Assinou em baixo, José Serra, e no meio do mandato foi embora, largou a Prefeitura pela metade, entregou a prefeitura para o DEM, para a antiga Arena. Depois se elege governador, larga o governo pela metade

“Como é que eu posso colocar para presidir um país, que não é para ser gerente, o Brasil não é uma agência bancária, não é uma loja de banana, como é que vou colocar para dirigir um país de 200 milhões de habitantes alguém que não cumpre nem a própria palavra.

“Essas são as razões essenciais pelas quais eu não voto no Serra”.

Da redação, com CBN (Do Blog Vermelho).

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Ontem em São Brás, o comício da vitória de Ana Júlia

O grandioso comício popular de Ana Júlia e dos que compõem a Frente Acelera Pará em São Brás, ontem, demeonstrou que a força do povo é grande e está trabhando com seriedade, sem factóides, sem panfletos apócrifos, mas democráticamente para chegar lá em 31 de Outubro. Além das milhares de pessoas que foram ver prefeitos, deputados, dirigentes sindicais e lideranças políticas, o povo trabalhador, a militância petista estava lá, confiante na vitória de domingo. Em seu pronunciamento, Ana Júlia mostrou que a vitória está nas mãos d povo. "Existem dois projetos. O deles, dos tucanos, que é a favor das privatizações, dos projetos sociais e dos ricaços, milionários, e o nosso, que é para atender toda a população de paraenses, mas principalmente o povo", disse Ana Júlia. A Governadora lembrou que dia 27 era dia do aniversário do presidente Lula "e ele disse que o presente que queria: era a eleição da companheira Dilma presidenta do Brasil e a nossa reeleição aqui no Pará. Vamos presentear o Lula. Ele merece", disse Ana.
Hoje à noite os dois candidatos debatem na TV Liberal. Certamente terá pouca importãncia,, mas quem anda está em dúvida com relação a qual candidato será melhor para o nosso Estado, é bom ficar atento e decidir. Os dois projetos são bem diferentes. O do Partido dos Trabalhadores é mais humano, é mais povo. E Ana, como mulher, mãe e companheira, é bem mais afinada com o presidente Lula e com a futura presidenta Dilma. O povo decide. Se o povo quer, Dilma e Ana governarão o Brasil e o Pará!

Ciro Gomes: "O que Serra diz de manhã, não serve para a a tarde"

video
Ciro Gomes, em visita ao Piauí, na companhia de ex-atletas como Romário e Marcelinho Carioca,  para dar apoio ao candidato de seu partido ao governo do Estado,  ao ser entrevistado, fez duras criticas ao candidato do PSDB, José Serra, citando, entre outras coisas, que "Serra não tem palavra e a Imprensa paulista, se fosse outra pessoa que tivesse assinado documento dizendo que concluiria mandato, inclusive reconhecendo em cartório, "tranquilamente encerraria a carreira politica", Veja o vídeo de Ciro Gomes no Piauí.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Parabéns ao companheiro Presidente Lula!

O aniversariuante Lula com a governadora Ana Júlia
Hoje, 27 de Outubro, é um dia especial para brasileiros e brasileiras. É o dia do aniversário do presidente Luís Inácio Lula da Silva. Lula, presidente reeleito e que em final de seu segundo mandato chegou à marca de 83 por cento de aprovação. Lula é, seguramente, hoje o político mais popular do mundo. No Brasil, apenas 3 por cento da população não simpatiza com Lula, porque além dos 83 por cento, mais 14 por cento acham seu governo "regular". Somando-se os 83 mais 14 por cento chega-se a 97 por cento, portanto,  Lula tem quase 100 por cento de aprovação. Um fenômeno, realmente!
Lula conseguiu toda essa aprovação pelo trabalho que desenvolveu no País ao longo de oito anos como Presidente. Pela primeira vez no Brasil, depois da ditadura militar, um presidente voltou-se à população carente, aos menos afortunados, que nunca tiveram sequer duas, quanto mais três refeições diárias.  Mas se analisarmos, tem uma explicação Lula ter optado pelo social. Menino pobre, oriundo do Nordeste, criado na grande São Paulo praticamente sem pai, com mãe pobre e com  e e mais outros filhos  para sustentar, ainda criança Lula teve que enfrentar a dura realidade do trabalho infantil, engraxando sapatos e fazendo outros serviços. Mas sempre com a dignidade de quem quer crescer, mudar de vida. Adolescente, fez o Curso de torneiro mecânico e a partir daí, na Indústria Vilares, Lula começou a trabalhar, constituir família e a militar políticamete no Sindicato dos Metalúrgicos.
Em meados da década de 70 o barbudo Lula surgiu mostrando  além de uma cara nova, bem ao contrário dos engomadinhos que sempre povoaram a política brasileira, um modo diferente de se comunicar com o  povo. Líder metalúrgico da região do ABC, o jovem Lula foi em  frente e conseguiu chegar a Deputado Constituinte e depois à Presidente da República pela legenda que fundou com seus companheiros operários, o Partido dos Trabalhadores.
Neste seu aniversário, quando completa 65 anos, Lula consolida-se como um fenômeno político, capaz de ser elogiado por grandes nomes da política internacional, como os presidentes americano Barak Obama e o francês  Nicolas Sarkozy^. Hoje, certamente Lula receberá muitas homenagens, de familiares, ministros, governadores, senadores, deputados, etc. Mas Lula, dentro de suas característica humildade, já pediu o presente que quer ganhar. Não é hoje que o presidente mais popular da história do Brasil quer receber seu mais importante presente. Ele já declarou que seu melhor presente ele quer receber no dia 31 quando o povo brasileiro e do Estado do Pará elegerão Dilma Presidente e Ana Júlia Governadora.  O escriba  parabeniza o presidente de todos os brasileiros Luis Inácio Lula da Silva e convoca paraenses e brasileiros para presentear o companheiro Presidente Lula, elegendo Dilma Presidenta e Ana Júlia Governadora no dia 31!

Datafolha: Dilma 56%, Serra 44%. Tucano perde votos no Sul e Sudeste

A mais recente pesquisa Datafolha mostra que Serra perdeu votos no Sul e no Sudeste, tendo frustrada sua estratégia de crescer nessas regiões para tentar compensar a ampla vantagem de Dilma no Nordeste.
Segundo o Datafolha, Serra perdeu três pontos no Sudeste, ficando com 40%, ante 44% de Dilma. Na Região Sul, o tucano mantém a liderança, mas perdeu dois pontos: 48% contra 41% de Dilma.
No Nordeste, a petista mantém ampla diferença: 64%, contra 37% de Serra.
Nesta rodada, o Datafolha entrevistou 4.066 pessoas, em 246 municípios, em todos os 27 estados. O levantamento está registrado no TSE com o número 37.204/2010 e foi encomendado pela Rede Globo e pela "Folha de S.Paulo”.
Desde o início do segundo turno e da realização da primeira pesquisa dessa fase, há uma estabilização na curva dos votos válidos.
Dilma cresce dois pontos percentuais, e Serra perde dois. Na pesquisa de 8 de outubro, a petista aparecia com 54% dos votos válidos, contra 46% de Serra; na pesquisa dos dias 14 e 15, os dois mantiveram 54% e 46%, respectivamente, dos votos válidos; no dia 22, a pesquisa Datafolha publicada na “Folha” indicava 56% para Dilma e 44% para Serra, em votos válidos.
O comando da campanha dilmista comemorou o resultado, mas a ordem é manter a mobilização e evitar a abstenção, sobretudo no Nordeste.
— As pesquisas mostram um quadro consolidado. Mas não temos que comemorar antes da eleição, temos é que intensificar a campanha. Fica claro que Dilma é a única que pode ampliar as conquistas do governo
Lula, e que Serra é o retrocesso — disse o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP).

terça-feira, 26 de outubro de 2010

José de Abreu: "Serra não terminou mandato nem na UNE"


video
O ator José de Abreu, em depoimento dos mais primorosos, fala sobre o passado de José Serra,  no período do movimento estudantil, quando o tucano foi presidente da UNE e Abreu era universitário. Com uma memoria privilegiada, lembrando-se de fatos importantes,  inclusive dos principais detalhes do dia da fuga de Serra, Zé de Abreu recorda que o tucano foi um fujão e não conseguir terminar o mandato como presidente da UNE, fato que  Serra repetiu como Senador, Prefeito de São Paulo e Governador, em alguns dos casos chegou até a assinar documento de que terminaria, mas que não cumpriu. Zé de Abreu diz que "Serra antes do golpe reuniu-se com Magalhães Pinto e com medo  dos golpistas da ditadura, abandonou a UNE,  fugindo para o Chile, deixando os companheiros não mão". Assistam ao vídeo de José de Abreu relembrando fatos da vida do tucano que abandonou a UNE, Serra.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Cuidado com o salto alto!

Pela blogosfera aparecem tantas coisas. Uma conhecida blogueira publicou que o candidato pescador  tem seu secretariado pronto, o nome do Chefe da Casa Civil, o presidente da Assembleia e por aí afora, na certeza de que a eleição está ganha. Até a filha do tucano senador bicheiro, eleita deputada estadual, está reivindicando secretarias. Um dos comentaristas do blog da conhecida blogueira chega ao ponto de dizer que "nem Deus tira essa do Jatene". Como cristão, respeito Deus e não coloco seu nome em coisas que não competem a Ele. Acho exagero do tal comentarista.  Pelo sim, pelo não, acho melhor os ãnimos se acalmarem para não  fazer como o Paysandu, que um jornal  chegou a editar e imprimir antecipadamente Tablóide com o histórico do Clube, pôster gigante e tudo mais, e na hora H, o  Salgueiro, conhecido Carcará,  pegou, matou e comeu. Salto quando é muito alto, pode derrubar. Lembrem-se do caso da madama Pires Franco.
Aviso ainda aos navegantes: A militãncia petista está nas ruas e democraticamente está trabalhando para as coisas acontecerem da melhor maneira. Ninguém ganhou nada ate´que as urnas sejam abertas. MAS SE DEUS QUISER JATENE NÃO LEVA!

Aguia dá adeus à Série B.

Assisti parte do jogo do Águia de Marabá ontem e confesso que surpreendeu-me o resultado final de 3 a 1. O time marabaense foi bem no primeiro tempo, embora o ABC mostrasse um volume de jogo bem maior. Mas o Águia logo no início teve a chance de faturar e talvez até mudar a história da partida.Não conseguiu, sentiu muito a falta do avançado Felipe mamão e o resultado foi a eliminação.
Serve de consolo para os aguianos a certeza de que a equipe comandada por João Galvão foi aguerrida, não foi covarde, jogo com vontade de vencer. Infelizmente o resultado negativo em Marabá, quando o árbitro anulou um gol legal do Águia, para  logo em seguida o ABC abrir o placar, mexeu com a equipe, que teria que fazer dois gols e não tomar nenhum, ou pelo menos ganhar de 1 a 0 para disputar nos pênaltes.
Os potiguares, que lotaram o estádio de nome estranho, "Frasqueirão", estão de paraebéns, e se o América conseguir se salvar da queda para a Série C, poderão ter duas equipes na Série B do Brasileiro.

Tuna perde Regata. Saída de Jacintho Campina prejudicou a Águia

A Tuna não teve uma boa performance na 4a. Regata realizada na manhã de ontem no Ver-o-Rio. A equipe comandada por Lindão ressente-se de mais apoio desde o início do campeonato. Ontem mesmo, a Tuna não participou de dois páreos, o que significou prejuízo na classificação final. Avalio que está muito difícil para a equipe lusa vencer o campeonato deste ano, já que o Remo está disparado em primeiro lugar com 105 pontos, o Paysandu vem logo em seguida com 83 e a Águia, outrora campeoníssima de regatas em nosso Estado, está com apenas 75 pontos, distante 30 do primeiro lugar.
Só falta uma regata para a final e mesmo que dispute os 10 páreos, a Tuna Luso Brasileira teria que ganhar um mínimo de 8 e o Paysandu não ganhar nenhum para  a Águia ser a campeã.  Como o Remo está bem este ao e o paysandu está logo atrás,  fica difícil a vitória para a Tuna.
O lamentável é que desde a saída do Benemérito Jacintho Campina  que a Tuna vem passando por problemas na garagem náutica. Jacintho,  no período que passou como Diretór de Náutica ano passado deu um verdadeiro show, dedicando-se a trabalhar para que tudo funcionasse 100 por cento na garagem e principalmente dando um grande apoio nos dias de regata.  E o trabalho  de Jacintho foi tão bom que a Tuna ganhou o título ano passado. Por problemas com membros da atual diretoria,  Jacintho foi sumariamente rifado da gestão Fabiano Bastos, tendo na reunião que definiu sua saída,  gerado uma revolta  por parte de  GBs, Beneméritos e Conselheiros que não queriam a sua exoneração. O fato é que quem saiu prejudicada foi a Tuna, que hoje amarga um terceiro lugar e praticamente sem chances de chegar ao titulo deste ano. Lamentável, mesmo!

Só a imagem basta!

Um presidente da República que conseguiu criar programas que  permitem acesso dos mais pobres à Universidades Públicas e particulares, como o Prouni,  embora por ser muito pobre não tenha concluído nem o antigo Curso ginasial, realmente tem que ter uma popularidade acima de 80 por cento! Este  é Lula, o operário metalúrgico que mudou a cara do Brasil e de milhões de brasileiros. E Lula, por ter essa mentalidade diferenciada, que mostrou que é possível que o povo humilde mude de vida através da Educação,  estudando com apoio dos programas do Governo, quer como presente de aniversário, que o Brasileiro eleja Dilma Presidente e o paraense eleja Ana Júlia Governadora. Assim o Brasil e o Pará caminharão juntos!.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Bolinha de Papel, com João Gilberto


video
Hoje, sexta, 22, dia especial para este escriba, nada como ouvir a belíssima "Bolinha de Papel" (dá para lembrar de alguma coisa?), na voz mais que especial do genial João Gilberto. Mestre João, que reside pelas bandas dos states há mais de 40 anos, como também Mestre João Nogueira, homenagearam com "Bolinha de Papel" o compositor e grande mestre do samba, Geraldo Pereira, que, para os que não sabem, morreu vítima -não de uma bolinha de papel-  de um potente soco. Sabem de quem? Madame Satã, valente malandro das décadas de 1930 e 1940,  que numa briga acertou Geraldo, que ao cair bateu com a cabeça e faleceu. Satã, que a história  conta era homossexual, não levava desaforo para casa, principalmente quando empunhava sua afiada navalha ou mesmo partia para a briga na base da capoeira ou dos punhos.Ouçam Bolinha de Papel, que não faz mal a ninguém!

Regata domingo será no Ver-o-Rio

A Tuna tem que pontuar domingo para levar a decisão para a ultima Regata
Domingo pela manhã, a partir das 8,30, acontece a 4a. Regata patrocinada pela Federação Paraense de Remo. Não sei porque cargas dágua, a penúltima regata do ano acontecerá no Ver-o-Rio, que reputo um dos lugares mais lindos de Belém, mas inadequado para a prática deste esporte, pois o espaço não é amplo como a estação das Docas, que dá perfeitamente para acomodar os torcedores das três principais agremiações que participam -Tuna, Remo e Paysandu.  A primeira prova do dia será o Quatro com Principiante e a última  e a mais esperada  o Oito com Master.
Para esta 4a. Regata,  a Tuna, segundo o Diretor Técnico Wildemar Paiva, o Lindão, está melhor preparada que as três anteriores e deverá participar de todas as 10 provas, na esperança de fazer bonito e encostar ou até passar do primeiro colocado, o Paysandu. "Nada está definido ainda com relação ao Campeonato deste ano. Embora estejamos em terceiro lugar, com 57 pontos,  24 a menos que o Payandu, poderemos tirar  parte da diferença agora e a decisão ser na 5a. e última regata", disse o técnico cruzmaltino.  A Tuna está encostada no Clube do Remo, com apenas dois pontos de diferença. Todos lá!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Para não dizer que não falei de Tuna!

Esta Águia deve ser respeitada!
As  vezes me decepciono com pessoas que parecem não levar o assunto Tuna Luso à sério. Quando me passaram a informação sobre a possível (eu disse possível!)  fusão entre Tuna e Grêmio, confesso que achei o assunto interessante, embora ache que é uma coisa que tem quer discutida. O presidente da Tuna me confirmou a conversa, mas achei melhor  não dar o nome dos que haviam feito a proposta.  Só que de repente um dirigente do alto escalão da Comunidade Luso Brasileira falou ontem a um companheiro cruzmaltino que não sabia nada do assunto, que embora a Comunidade e o Grêmio pretendam ajudar a Tuna  "não sei de nada sobre a questão fusão", falou.
Para completar, hoje ao folhear o jornal vejo a notícia que o presidente do Grêmio, Alírio Gonçalves, juntamente com Nelson Carrasco e Augusto Viana pretendem lançar uma chapa para  revitalizar e "dar uma sacudida na Tuna Luso Brasileira". 
Com todo respeito pelo colunista ( que por sinal leio sempre),  esse tipo de notícia me parece "plantada", pois as eleições na Tuna só ocorrerão no próximo ano. Ou o colunista está totalmente desinformado, ou em alguma conversa de botequim, um gaiato brincou e passou a bola para ele, o colunista,  o que não acho certo, mesmo porque, o sr. Augusto Viana, que eu reputo um dos mais ferrenhos e verdadeiros cruzmaltinos que conheço, está se restabelecendo em São Paulo de uma cirurgia, portanto não está sabendo nada desta "chapa"
Acho que o assunto Tuna Luso deve ser discutido por verdadeiros cruzmaltinos, sem que seja necessário plantar notícia de que chapa alguma vai ser lançada. A Tuna tem um presidente, tem uma diretoria, e qualquer coisa que for feita no Clube e pelo Clube, tem que ser de comum acordo com o Conselho Deliberativo e a diretoria, principalmente com o aval do presidente  Fabiano Bastos. Não se pode dar "golpe" através da Imprensa. E é bom que o colunista saiba que a Tuna não tem dono. Pertence aos seus associados. Não se pode, há mais de uma ano do período eleitoral, lançar chapa fora de época, ainda mais genuínamente portuguêsa, talvez na tentativa de afrontar quem quer que seja. Não sei nem se o Alírio ou  o Carasco sabem disso. Sem essa! Acho que o assunto Tuna Luso deve ser tratado com respeito, com carinho. Tudo deve ser feito dentro da legalidade. Se é para fazer a fusão, o assunto tem que ser discutido com a diretoria e no Condel. Não se pode lançar chapa nenhuma agora, considero golpe, porque o estatuto, embora fraco, antigo, fora de época mesmo, deve ser respeitado. Não podemos fazer do Clube uma "república de bananas", com  alguns pretensos donos achando que devem fazer o que lhes dá na telha. A Tuna e os cruzmaltinos devem ser respeitados. Se é para fazer algo para o bem do Clube, todos devem se unir. Mas golpe através de notícia "plantada", sou contra. Vamos respeitar a Tuna!

A bolinha de papel, dona Mônica, Paulo Preto, sua filha e a Imprensa serrista

A armação da Imprensa Golpista deu com os burros n'água, ontem, durante o encontro das passeatas do PSDB e do PT. Os trogloditas seguranças do tucano, a pedido dos próprios coordenadores da campanha serrista baixaram a porrada nos militantes do PT, mas se surpreenderam com a reação dos petistas, que em vez de revidar com porrada, jogaram dezenas de bolinhas de papel enroladas com  durex. Por ironia, uma das bolinhas de papel com durex bateu na careca do tucano (embora ninguém tenha visto, nem a Imprensa que "armou o circo"), e Serra teve que ir a uma clínica, onde fez vários exames, inclusive tomografia computadorizada.
Uma falta de compostura, de respeito com o povo brasileiro, o que fez o tucano Serra. Quantas pessoas que trabalham diariamente, operários, operárias, que sofrem acidentes de trabalho sérios e  voltam ao trabalho muitas vezes na mesma hora ou no mesmo dia, depois de um simples curativo! Quantos trabalhadores perdem o dedo, a perna, o braço ou sofrem traumatismo, isso trabalhando. Na construção civil é normal os trabalhadores se acidentarem. Mas de verdade, não com bolinhas de papel. Com Serra as coisas são diferentes. Rico, acostumado aos melhores hospitais, o tucano ontem, coçou a cabeça depois de supostamente levar uma bolinha de papel na careca e teve que fazer exames de tomografia computadorizada em um hospital de luxo, ter que se submeter no outro dia, no caso hoje, a uma série de exames mais sofisticados. Tudo por causa de uma bolinha de papel com durex. E olhe que ninguém viu a bolinha de papel! Quanta canalhice. Quanta falta de seriedade!
Se Serra tivesse realmente sido atingido por uma bandeira, como a Imprensa golpista publicou hoje, seria justo até algum tipo de exame, não necessariamente uma tomografia, embora o candidato tucano já esteja beirando os 70 anos e precise de cuidados especiais.Mas uma simples bolinha de papel. É o desespero do tucanato, da Imprensa golpista, que procura, nestes dias que antecedem às eleições,  algum fatóide.  Isso mereceu destaque em alguns jornais. Mas o aborto de dona Mônica, a filha de Paulo Preto que trabalha na Casa Civil do governo de São Paulo nomeado por Serra (embora ele não se lembre), o próprio Paulo Preto, o do esquemão que fez desaparecer os 4 milhões da campanha do PSDB, e o empréstimo milionário que Paulo Preto fez ao senador eleito por São Paulo, como também o imenso patrimônio de Paulo Preto, a  Imprensa escondeu. Que vergonha!

Dilma lidera de Norte a Sul, segundo Ibope

A nova pesquisa do Ibope divulgada ontem deixou o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, calado, escondidinho inclusive da Imprensa, a quem tanto procurou na terça-feira, depois da divulgação da pesquisa do Vox Populi, para falar mal do Coimbra, sociologo presidente da Vox. Agora, consciente de que Dilma realmente cresceu, já que o Ibope (ou Globope) é o instituto que o PSDB mais acredita, Guerra está indociel e deveras preocupado com a lambada que poderá se transformar o segundo Turno em favor da candidata petista, Dilma Roussef.
Em uma semana, a candidata petista oscilou dois pontos percentuais para cima, enquanto o candidato tucano caiu três pontos, aumentando vantagem de seis para 11 pontos neste segundo turno; sondagem foi feita após o segundo debate entre os presidenciáveis

Em uma semana, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, ampliou de seis para onze pontos porcentuais sua vantagem em relação ao tucano José Serra, segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo.
A petista tem 51% das intenções de voto, contra 40% do adversário.
Em relação à sondagem anterior, divulgada no último dia 13, Dilma oscilou dois pontos para cima, enquanto Serra caiu três.
A pesquisa atual, com entrevistas entre os dias 18 e 20, capta apenas parcialmente os efeitos das entrevistas dos dois presidenciáveis no Jornal Nacional, da TV Globo, mas foi feita integralmente após o debate do último domingo, exibido pela Rede TV!.
Levando-se em conta apenas os votos válidos (excluídos nulos, brancos e eleitores indecisos), a candidata do PT lidera com 12 pontos de vantagem (56% a 44%), seis a mais do que na semana passada (53% a 47%).
No primeiro turno, ela teve 46,9% dos votos válidos, contra 32,6% do adversário.
O avanço de Dilma pode ser explicado pelo comportamento do eleitorado feminino. Nesse segmento, ela abriu sete pontos de vantagem (48% a 41% dos votos totais), saindo da situação de empate (em 46%) registrada na pesquisa anterior. Entre os homens, a vantagem da petista passou de 12 para 14 pontos (53% a 39%).
Na disputa pelo voto dos religiosos, a candidata governista vem levando a melhor na segunda rodada da eleição, depois de ter perdido simpatizantes na reta final do primeiro turno.
Houve acirramento na diferenciação dos votos entre os mais pobres e mais ricos. Dilma subiu entre os que têm renda familiar de até cinco salários mínimos, e Serra avançou entre os que ganham acima dessa faixa.
Os que estão na base da pirâmide de renda, com ganhos inferiores a um salário mínimo, agora preferem a petista na proporção de dois para um (61% a 31%, contra 57% a 36% na pesquisa anterior).
No topo, entre os que ganham mais de dez salários, o tucano mais que dobrou sua vantagem, de 15 (54% para 39%) para 31 pontos (63% a 32%).
A divisão geográfica do eleitorado mostra que Dilma melhorou sua situação em todas as regiões, com exceção do Norte/Centro-Oeste, onde caiu de 51% para 46% e empatou com Serra (47%). No Nordeste, a petista ampliou sua liderança de 21 para 33 pontos (64% a 31%).
No Sudeste, onde havia um empate técnico, Dilma assumiu a ponta, com 45% a 41%. E no Sul, onde Serra vencia por 13 pontos (54% a 41%), ele agora tem 46%, contra 47% da adversária.
A segmentação dos eleitores por escolaridade mostra que Serra só lidera entre os que tem curso superior (47% a 43%).
Na pesquisa espontânea, na qual os entrevistados manifestam sua opção antes de ler a lista de candidatos, Dilma lidera por 47% a 38%. Nessa modalidade, há 8% de indecisos.
Para 80% dos eleitores, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é ótimo ou bom. Só 3% acham o governo de Lula ruim.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Manifesto de intelectuais pró-Dilma é o respeito dos artistas pelo povo brasileiro

No manifesto de intelectuais em apoio à Candidatura de Dilma à Presidência da República, entregue no ultimo dia 18 à candidata petista,  constam nomes os mais famosos e importantes das artes e da cultura basileira, dentre os quais o poeta, compositor, escritor e cantor Chico Buarque de Hollanda, os cantores e compositores Aldir Blanc,  João Bosco, Alcione, Monarco da Portela, Chico César, Beth Carvalho, o artista plástico Ziraldo, o arquiteto Oscar Niemeyer de102 anos e seus filhos; atores,  como o grande Antonio Pitanga, atrizes,  cineastas,  padres, como Frei Leonardo Boff, as cabeças mais pensantes deste País, numa união em prol do prosseguimento do grande governo que Lula está fazendo no Brasil. Leonardo Boff pronunciou importante discurso, Chico Buarque também onde enumeram as conquistas do povo brasileiro no governo de Lula e a importância da continuidade com Dilma Roussef.
Foram 134 nomes de grande significado de nossas artes, cultura geral, envolvendo a fina flor da música brasileira, de nosso cinema, teatro, televisão, enfim, pessoas comprometidas com o Brasil, com o futuro desta pátria maravilhosa que hoje é respeitada no mundo inteiro, graças ao governo de Lula da Silva. Um manifesto que mostra que a intelectualidade brasileira pensa nos mais humildes, pensa naqueles que saíram da linha da pobreza e nos que ainda permanecem mas que no Governo de Dilma têm a esperança que mudarão de vida. Gente que pensa no Brasil para os brasileiros de todas as classes!

Serra mentiu no Jornal Nacional da Globo (mais uma vez!).


Na entrevista do Jornal Nacional, nas suas respostas evasivas e dissimuladas sobre o caso do ex-diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, José Serra mentiu descaradamente ao dizer que não conhecia e que não foi ele, pessoalmente, quem a nomeou.
Veja a transcrição do trecho  da entrevista, que pode ser vista no G1, na íntegra.
Veja, essa menina foi contratada, eu nem conhecia, não foi diretamente por mim, para trabalhar no cerimonial, que é, que faz recepções, que cuida de solenidades e tudo mais, entre muitas outras.
Aí ao lado, você pode ver a reprodução de parte da capa do Diário Oficial do Estado de São Paulo do dia 30 de janeiro de 2007, onde está publicado o extrato do ato oficial, assinado por José Serra, nomeando Tatiana Aranda de Souza Cremonini para o gabinete Civil, chefiado por Aloysio Nunes Ferreira, a quem Paulo Preto e a outra filha, Patrícia, advogada das empreiteiras, emprestaram R$ 300 mil para um negócio imobiliário.
Serra poderia ter dito que a nomeou por indicação. Não. Disse que não a contratou diretamente. Ato do Governador, assinado pelo Governador, para o Cerimonial do Governador, não é  praticado diretamente?
Serra poderia ter dito: segui uma indicação, repito.Não é o caso de saber se ela trabalhou ou não. Se era capaz ou não. O fato é que o candidato Serra escolheu mentir, em lugar de explicar.
Mas escolheu mentir, repetindo a história do “Paulo, Quem?”, o homem de quem só lembrou quando este o ameaçou. (Deu no Tijolaço).

Confirmado: Aécio foi o autor dos dossiês contra os tucanos

O playboy Aécio é o autor  dos dossiês.
Para entender melhor o inquérito da Polícia Federal sobre a quebra do sigilo fiscal dos tucanos.
As investigações foram encerradas na semana passada, inclusive com a tomada de depoimento do repórter Amaury Jr por mais de dez horas.
A conclusão final do inquérito foi a de que Amaury trabalhou o dossiê a serviço do Estado de Minas e do governador Aécio Neves - como uma forma de se defender de esperados ataques de José Serra.
Em negociação com o Palácio, a cúpula da Polícia Federal decidiu segurar as conclusões para após as eleições, para não dar margem a nenhuma interpretação de que o inquérito pudesse ter influência política.
No entanto, a advogada de Eduardo Jorge - que tem acesso às peças do inquérito por conta de uma liminar na Justiça - conseguiu as informações. Conferindo seu conteúdo explosivo, aparentemente pretendeu montar um antídoto. Vazou as informações para a Folha, dando ênfase ao acessório - a aproximação posterior de Amaury com a pré-campanha de Dilma - para diluir o essencial - o fato de que o dossiê foi fogo amigo no PSDB. (Do Blog do Nassif).

Gilberto Gil diz porque apóia e vota Dilma 13

video
Gilberto Gil é um dos maiores intelectuais brasileiros, músico versátil, ex-ministro da Cultura e responsável por verdadeiras pérolas da Musica Popular Brasileira, como "Aquele Abraço", "Refazenda", "Roda", "Bat Macumba", "Toda menina baiana", "Xodó" e mais centenas de sucessos que jamais serão esquecidos pelos que gostam da verdadeira música brasileira.  Ao lado de nomes como Chico Buarque de Hollanda, outro gênio da MPB, Gil se declarou eleitor de Dilma neste Segundo Turno. Neste vídeo, o genial Gilberto Passos Gil Moreira, baiano, Administrador de Empresas , intelectual versátil e músico de primeira hora, fala porque apóia e vota em Dilma. Vale a pena ver!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Mano vai chamar Ronaldinho para jogo contra Argentina

Gaúcho não foi à Copa mas vai ser convocado por Mano
A volta de Ronaldinho Gaúcho à seleção brasileira pode estar ainda mais próxima de acontecer. Na Europa para assistir uma série de partidas com jogadores brasileiros, o técnico do Brasil, Mano Menezes, afirmou ao jornal italiano Corriere dello Sport que deve chamar o meia do Milan para o jogo contra a Argentina.“Ele pode jogar já no amistoso contra a Argentina em Doha [em 17 de novembro], inclusive porque existe uma necessidade. Ele ajudaria como um meia-campista entre Pato e Robinho”, explicou o treinador brasileiro, após ver a vitória do Milan sobre o Chievo Verona no último fim de semana.Para o treinador brasileiro, o meio-campista está pronto e motivado para retornar à seleção brasileira. “Realmente penso que o Ronaldinho está em condições de fazer essa função e merece a confiança. O encontrei muito bem, motivado e com certeza em forma em todos os pontos de vista.”
Outro que ganhou muitos elogios de Mano Menezes foi o volante Hernanes, pivô do bom momento da Lazio, líder do Campeonato Italiano. “Ele está em uma fase excelente. É incrível como este jogador tem crescido rapidamente nos últimos anos.”
“Certamente a experiência italiana, embora ainda muito curta, finalmente consagrou o Hernanes também na cena internacional. Ele é um atleta muito profissional, que está a serviço da equipe. Ele tem a capacidade de cobrir mais de uma função, embora tenha uma identidade precisa e uma personalidade forte.”
(Deu no UOL Esporte)

Tucano é uma história de pescador!

O bom do debate entre os candidatos ao Governo, Ana Júlia e Jatene, ontem, pela TV Record, foi o quanto o candidato tucano está perdido e sem nenhuma proposta lógica e concreta para o Estado do Pará. Jatene, que Almir já garantiu que gosta mais de pescar do que de trabalhar, ficou boa parte do debate, como é característica sua, tentando pegadinhas e com seu trivial deboche, e nunca tratando de propostas sérias e que venham a somar  para o desenvolvimento do estado. Ana, ao contrário, mostrou-se segura e tratou dos principais pontos de seu programa, com destaque para a Educação, Saúde e desenvolvimento do estado.  Excelente o momento em que a governadora candidata à reeleição pediu explicações sobre a ausência do tucano na primeira grande reunião de Lula com os governadores eleitos.  E quando exigiu respeito , dizendo que quem respondia a processo na Justiça Criminal era o candidato tucano. Toma-te! O nariz do tucano cresceu mais nessa hora. Definitivamente, Jatene é mesmo uma história de pescador!

Fabiano é a favor da fusão Tuna e Grêmio

Fabiano Bastos, presidente da Tuna Luso Brasileira, por telefone falou-me que está plenamente de acordo com a fusão da Tuna com o Grêmio. Mas em um detalhe o Presidente foi incisivo: "o Presidente tem que ser eu. Aceito mas tenho que cumprir meu mandato até o final, que são três anos".  Bastos acha que está saneando a Tuna, mesmo que não tenha apoio de seus diretores que foram eleitos com ele.  É de opinião que a Tuna deve ter um bom time agora para chegar ao Campeonato Paraense na segunda fase, ao mesmo tempo que prega a união de todos  os cruzmaltinos por uma Tuna grande. Reconhece que o pessoal que foi eleito com ele não tem compromisso com  Clube, que o abandonou,  "mas eu tenho compromisso e responsabilidade e vou trabalhar até o fim de meu mandato", garantiu.
Ontem Fabiano reuniu com o presidente do Conselho Deliberativo  em exercício, Waldemar Marques, quando expôs a situação real do Clube hoje e a proposta feita por um importante membro da diretoria do Grêmio. Tudo indica que na reunião do Conselho deliberativo da Tuna Luso Brasileira, marcada para o dia 4 de novembro, muita coisa nova esteja em pauta, principalmente o assunto da fusão Tuna e Grêmio, que vem mexendo com cruzmaltinos e gremistas.

Serra chama nortista e nordestino de "baiano criminoso"


video
José Serra mostra o quanto é fascista discriminando nortistas e nordestinos. Em entrevista, o tucano disse que "um baiano criminoso que é preso no Rio de Janeiro..", como se  todo baiano, nordestino ou nortista fosse criminoso. Não havia necessidade do candidato do PSDB citar esse ou aquele estado, tampouco alguma região, como Serra já citou discriminando o povo do Norte e do Nordeste. Mas ele, como paulista quatrocentista, que prega a divisão do Brasil, com São Paulo ficando com a fatia maior, quer o mal dos nortistas e nordestinos, que foram na verdade quem fizeram São Paulo ser o que é.  Serra parece não conhecer a famosa frase do escritor Euclides da Cunha que em sua obra prima  "Os Sertões", sobre a saga do nordestino  Antonio Conselheiro, disse que "o sertanejo é antes de tudo um forte". Gilberto Gil, Caetano Veloso, Alceu Valença, Zeca Baleiro e  Chico César, dentre outros importantes representantes da cultura nordestina, já se manifestaram categóricamente contra a discriminação de Serra ao povo da Bahia, do Norte e do Nordeste. Ele vai saber a força do Norte e  do Nordeste é nas urnas, quando a unanimidade do honesto e valente povo de nossa região vai mostrar ao tucano o "que é bom pra tosse".

Escritor Fernando Moraes é 13 e fala do mal que "o sujeito Serra" fez ao Brasil

video
Fernando Moraes é um dos maiores escritores deste País. Alguns de seus livros, como "A Ilha", escrito na década de 70 e lido por milhões de pessoas no mundo inteiro, são traduzidos pelo menos para seis  idiomas e as biografias que escreveu, como a de Assis Chateaubriand, foram recordes de vendagem.  Fernando diz neste empolgante e emocionante depoimento o porquê de escolher Dilma Roussef como sua candidata a Presidente da República. Moraes justifica, dentre outras coisas,  que "conhece Serra há pelo menos 30 anos e sabe muito bem o mal que este sujeito fez ao Brasil". Fernando Moraes é 13, pelo bem do Brasil, pelo bem do povo!

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Rodrigo Guéron; As estratégias do fascismo e a candidatura Serra

 "Esta belíssima análise da politica posta em prática pelo PSDB e pelo candidato José Serra nesta campanha à Presidência da República merece ser lida, relida e que o leitor  reflexione sobre o que vem fazendo a oposição,  principalmente neste Segundo Turno. A pratica é antiga, remonta de quase 80 anos, período mais triste da história da humaidade, quando Adolf Hitler e seus asseclas no sonho bárbaro de dominar o mundo usou e abusou  de todas as manipulações e práticas possíveis de propaganda suja. Milhões de inocentes foram asassinados na época, o mundo ficou chocado com tantas atrocidades. Mas parece que na cabeça de alguns, os mesmos que são adeptos da TFP e de outras organizações nazi-fascistas, as práticas de Hitler e Goebbels ainda continuam vivas e podem ser utilizadas.  Rodrigo Guéron, professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, mostra neste emocionante ensaio quem são estes filhotes do fascismo".

Rodrigo Guéron
Professor UERJ
Paul Virilio, filósofo e arquiteto francês, conta no seu livro “Guerra e Cinema” que as primeiras fotos que correram o mundo com alguns dos horrores dos campos de concentração nazistas foram distribuídas por ordem do próprio Goebbels, ministro da propaganda de Hitler. Em seguida, Goebbels divulgou uma nota à imprensa do mundo inteiro declarando-se “horrorizado com o tipo de propaganda que fazem contra nós estes comunistas e judeus”.
Enquanto John McCain, o candidato conservador à presidência dos Estados Unidos, recusou alguns ataques fundamentalistas a Obama em certos momentos da campanha eleitoral, no Brasil José Serra alimenta e navega satisfeito na onda de difamações, calúnias e terror psicológico contra a candidatura Dilma Roussef. Sua campanha, depois de trazer o fundamentalismo religioso para o debate eleitoral, de colocar sua mulher na rua dizendo que a Dilma “mata criancinhas”, usou uma manchete mentirosa do Globo que dizia que a Dilma ia assinar um documento contra a União Civil Gay (o que não aparecia no próprio corpo da notícia) para posar de “ liberal” e dizer que era a favor dessa união.
Ontem, a polícia federal entrou numa gráfica que imprimia mais de 2 milhões de panfletos que acusavam a Dilma de “aborteira”, falsamente assinados pela CNBB, mas feitos por ordem de um bispo ( com dinheiro de quem?). Enquanto isso Serra e Tasso Jereissati ( que acaba de ser derrotado na eleição para senador) iam a uma missa no Ceará onde panfletos semelhantes eram distribuídos ( neste caso diziam que a Dilma era “ aborteira”, que tinha ligações com as Farcs, era corrupta etc e tal). Um padre se indignou, disse aos fiéis que aqueles panfletos não tinham nada a ver com a igreja e com aquela celebração ( que era para São Francisco…). Jereissati então começou a ofender o padre, chamou o de “padre petista” e militantes do PSDB foram atrás do religioso que teve que sair da igreja protegido.
Quando Lula reclamou dos ataques que Dilma tem sofrido da imprensa, quando disse que esta age como partido político e que tem candidato, mas se apresenta como “imparcial”, foi acusado de ser “contra a liberdade de imprensa”. Por outro lado ninguém viu no jornal Nacional, nem no Globo, nem na Veja (uma pequena nota na FSP), que Serra mandou desligar a câmera numa entrevista para a jornalista Marcia Peltier, dizendo que aquele tipo de pergunta não respondia, que ia embora e era para fingir que ele não tinha estado ali. As imagens do Serra fazendo isso foram entregues ao próprio pela direção da CNT ( que vergonhoso gesto para um jornalista…), mas o áudio, gravado no celular de um outro jornalista que estava na platéia, está na rede.
Imaginem se fosse a Dilma que tivesse mandado desligar a câmera? Íamos ver as imagens repetidamente no Jornal Nacional e similares durante dias. Dilma é então acusada de ser uma “ameaça a liberdade de imprensa” por aqueles que censuram, manipulam e até inventam fatos contra a sua campanha. O fascismo sempre agiu assim, acusa os outros do que está fazendo. Goebels, como vimos, pousou de vítima dos judeus e comunistas que estava exterminando.
Dilma também foi acusada, no início da campanha, de “mandar preparar dossiês contra Serra e a sua família”: dossiês que ninguém leu. Enquanto isso os que fizeram essa acusação despejam um dossiê gigante e ininterrupto de calúnias contra ela. A tática de propaganda fascista é esta da confusão, da acusação, da repetição de uma mentira sistemática até virar verdade, da demonização e escolha de bodes espiatórios. O fascismo é violento não apenas porque mente e cassa a palavra das pessoas ( como houve com Maria Rita Kehl, demitida do Estadão apenas por ter escrito que a elite brasileira não admite que os votos dos pobres tenham o mesmo peso que os dela); é mais do que isso: o fascismo usa uma estratégia de afetos de medo e ódio, disseminando-os de forma que cada uma das pessoas se torna não apenas vítima, mas agentes mesmo deste afetos: é uma mobilização política que passa por dentro dos corpos, dos desejos, do sistema nervoso das pessoas, e ganha essa dimensão macro porque é antes micropolítica.  Fascismo não é apenas proibir as pessoas de dizer ou fazer algo, fascismo é forçá-las a falar e fazer algo.
Cada uma das grandes corporações de comunicação do país, onde predominam 4 ou 5 famílias oligárquicas ( os Marinhos, os Frias, Os Mesquita, os Civita…) foi fundamental na mobilização entre as classe médias e as elites que levou ao golpe militar de 64, com uma estratégia muito semelhante a usada hoje pela campanha Serra.  A exceção é a não menos proto fascista revista Veja, simplesmente porque não existia na época. Estes grupos cresceram e se solidificaram no Regime Militar, enquanto os que se opunham ao Regime desapareceram ( por exemplo o “Ultima Hora”, e também o “ Correio da Manhã” que chegou a apoiar o golpe mas começou a fazer oposição aos militares logo depois). Ainda nesta tática de confusão da propaganda, estas corporações de comunicação apresentam-se como grandes vítimas da ditadura. De fato, a partir do final de 68, no AI-5, instalaram-se nas redações censores oficiais do regime. Mas antes, nos primeiros quatro anos que se seguiram ao golpe que ajudaram a promover (entre 64 e 68), cada um desses “veículos de comunicação” apoiava e promovia a onda de prisões e cassações que acontecia entre líderes políticos, sindicais, professores (expulsos das universidades) e assim por diante . As organizações Globo, como sabemos, foi mais longe de todas: de 1966 até o início dos anos 80 lia um editorial todo dia 31 de março no Jornal Nacional relembrando e apoiando a “ os ideais da revolução de 64” .
É esta gente e esta estratégia que quer derrotar a qualquer preço a candidata Dilma Roussef
E aqui talvez para não abusar do leitor, eu deveria encerrar meu texto. Mas não consigo não acrescentar mais um parágrafo para falar do quanto o golpe de 64 teve a ver com o ódio e o medo que causava nas elites a participação de trabalhadores na política que na época crescia a cada ano (o discurso da “ameaça da república sindical” repetido por Serra agora), de como o Brasil começava a se democratizar e os sindicatos conseguiam alguns ganhos para os trabalhadores, do fato do problema de origem escravocrata da concentração da terra ( e das relações de trabalho) ter sido colocado em questão pelas ligas camponesas e como Jango foi acusado de “comunista” por ensaiar um tímida reformas agrária, e de como Paulo Freire (um dos primeiros intelectuais presos depois do golpe) sofreu a mesma acusação por liderar um programa que alfabetizou 400 mil pessoas em Pernambuco, e assim por diante. E o mais notável: como que nos anos de grande crescimento econômico do regime militar a miséria do país só aumentou? Como o Brasil terminou este período como a nação industrializada mais desigual do mundo?
Não dá para separar a violência política do regime militar da violência do modelo econômico. Assim como não dá para separar a violência contra a candidatura Dilma da violência contra os pobres; e também da violência contra as mulheres; a propósito foi no governo Lula que foi criada e aprovada a lei Maria de Penha.
Não há neutralidade possível nas eleições do dia 31 de outubro para quem busca um Brasil mais justo, solidário e democrático. (Do Viomundo)

Grêmio e Tuna: será que vai dar certo?

De repente sou chamado para uma reunião por uma alto "staf" de cruzmaltinos, na própria Tuna, ontem. Como já tinha e até estava em uma programação com alguns companheiros, não deu para estar presente, mas por telefone, com dois  Grandes Beneméritos, um Benemérito e dois Conselheiros, tomei conhecimento da nova idéia surgida e até já passada ao presidente Fabiano Bastos: a fusão Tuna Luso Brasileira e Grêmio Literário Português. Confesso que para mim não foi nenhuma surpresa. Já havia pensado niso há alguns anos. Agora temos é que ver como é que vão ser as coisas. Tem que ser feito um trabalho sério, que seja importante para evitar qualquer dissabor para os associados e torcedores da Tuna.  Pelo telefone soube que o Grémo injetaria uma certa quantia na Tuna para resolver os principais problemas. Não me definiram como seria a tal fusão, se sairiam os atuais diretores  e assumiriam outros; se será feita uma nova eleição; se entraria uma diretoria para um mandato tampão e logo depois haveria uma eleição, etc. Nada foi decidido até o presente. Só existe, a priori, conversações. Mas acho que já é um assunto que pode ser discutido e posto mais às claras na próxima reunião do Condel do dia 4 de Novembro. 
Hoje pela manhã, pelo fio, contatei com o presidente Fabiano Bastas e ele confirmou a conversa  e que até já havia ido a uma reunião da Comunidade Luso Brasileira. Segundo Fabiano, ele acha viável, mas salientou que tem as ponderações que ele na oportunidade vai fazer. Na minha avaliação, acho viável, mas tem que saber como é que vai ser a gestão. O Grêmio é o Grêmio e a Tuna é a Tuna. Para mim, antes de tudo, o que tem que ser feito urgentemente é um novo Estatuto, porque o da Tuna é caduco, esse negócio de 15 diretores é arcaico, como também é antedemocrático os conselheiros serem nomeados e não eleitos. O Estatuto da Tuna mesmo tendo sido feito há dois anos, é antigo e enclausurador como os regimes totalitários. Tem que ser mais democrático. Diretor tem que ser gente de confiança do Presidente e Vice. Outro assunto que deve ser bem discutido: não se pode mexer com o futebol. Tem alguns portugueses (que talvez torçam por Remo e Paysandu e por seus times d'além mar) que são a favor de acabar com o futebol da Tuna. Sou contra e acho que o futebol é a mídia do Clube, é o que pode ajudar a projetar (se houver a fusão), a Tuna e até o Grêmio. E a Tuna é uma equipe de tradição, que  tem seus torcedores que devem ser respeitados. Apóio a idéia, mas tem que ser uma coisa bem definida.

O "Day After"

O torcedor de futebol é um filósofo. De imediato ele cria frases de efeito, piadas a favor de seu clube ou  contra o adversário. Depois do resultado negativo de ontem pela manhã, já surgiram algumas:

CARCARÁ, PEGA, MATA E COME!

PARA UM BICHO PAPÃO, SÓ MESMO UM CARCARÁ DO SERTÃO!

PARA PAPAR O PAPÃO BASTA UM SIMPLES "FERRIM" E O BOM "FAGNER"

PARA QUE O REMO QUER ATLETAS DO SALGUEIRO, SE ESTÁ "FORA DE SÉRIE" E NEM CAMPO TEM PARA TREINAR?

P.S. do escriba: coisas de torcedor, que só fazem movimentar o futebol

Imprensa "secou" o Paysandu

Pergunta que não quer calar: será que a Imprensa não teve um papel fundamental no "sal" que colocaram na ascensão do Paysandu à Série B? Teve jornal diário que fez inclusive Caderno Especial com um pouco da história dos "heróis" do chamado Papão, com poster gigante e tudo mais, óbviamente faturando alto graças ao apoio de uma Escola Superior cujo dono é torcedor ferrenho do time bicolor. Será que em vez de pensar só em faturar a Imprensa não poderia ter um papel fundamental de alertar os próceres bicolores de que "todo cuidado é pouco" e não adianta jogar em seu próprio terreiro, porque ´"quem é bom, é bom em qualquer lugar?". Ou como disse Moraes Moreira: "Filho de jogador, joga até com uma laranja". A Imprensa "secou" o Papão!
Quem vem acompanhando o Paysandu sabe perfeitamente que o time é bem regular, que ultimamente empatou com a Tuna (que nem time pronto tem ainda) e com o Time Negra, equipe fraca. Aliás, sempre coloquei aqui que a equipe bicolor  estava no padrão do Remo, que perdeu para um time bem pequeno do Mato Grosso, não por falta de equipe, mas por erro do Giba. E quem assistiu ao jogo entre Paysandu e Salgueiro na cidade pernambucana sabe perfeitamente que a equipe bicolor pulou uma fogueira, embora não seja época de São João!
A Imprensa tem uma grande força também no futebol mas, no caso de nosso Estado, peca muito por ser somente Remo e Paysandu e pronto. Até do Águia, que ainda tem chances reais de subir,  a Imprensa  fala muito pouco. Não existe mais nenhuma equipe. Fizeram todo o balaco baco ontem, café da manhã, tablóide mas não alertaram que o melhor para o Paysandu era jogar no Mangueirão, com o estádio cheio, num horário melhor, à tarde, e com os jogadores focados em vencer, não em premiação. Deveria ter alertado à equipe bicolor, na TV, nas emissoras de rádio e nos jornais, que esse negócio de jogar em casa ou em  campo pequeno não vale muita coisa, não. O Corintians recentemente foi goleado por uma das piores equipes do Brasileiro em sua casa. Ontem, o Ceará empatou com o Palmeiras em São Paulo e por pouco não ganhou no segundo tempo.  Futebol é jogar focado, determinado, não pensar que todo mundo é bobo e fica feliz com um pirulito. Quem morre na véspera é peru. Não vejo culpa no Charles. Fez o que pode. O time até que reagiu. Só que o Salgueiro tem na verdade uma boa equipe, e o principal: é voluntariosa.
Agora vão aparecer os culpados, os incompetentes, mas pelo time que tem, um monte de velho que só anda em campo, como Sandro, considerado "craque" e Zé Augusto, etc., o Paysandu foi até longe demais. Outra coisa, se o Charles não mexe no time, não teria feito outro gol, não. O placar foi até pequeno para o volume de jogo do Salgueiro.

domingo, 17 de outubro de 2010

Almir pode ser o grande goleador

O Dr. Almir Gabriel tem agora toda a chance, a oportunidade que lhe faltava, para abrir a boca e dizer quem é o tucano Simão Jatene. Dr. Almir tem uma importante história como Governador, senador e candidato a vice presidente da República. Agora, nos 15 dias que restam da campanha, o ex-tucano tem moral para dizer qual foi o grande furo de Simão pescador, ao ponto de ele preferir tudo, menos encontrar-se, falar e dar qualquer tipo de apoio ao tucano candidato. Almir já falou alguma coisa, que o pescador não é muito chegado a trabalho, prefere mesmo a vara de pescar a uma labuta diária. Mas ainda tem muita coisa no ar. Tem coisas que precisam ser reveladas pelo Dr. Almir, já que seu ex-pupilo não é somente o preguiçoso e traidor que ele fala em conversas em off. Simão está temeroso com o que o seu ex-chefe, aquele que o lançou na vida pública, possa falar. Vai que é tua, Dr. Almir. O gol está á sua frente. O senhor ainda tem fôlego para ser um grande atacante, ao ponto de chegar na grande área e fazer aquele gol!

Na IstoÉ a verdade sobre Paulo Preto e seu amigo Serra

Ao contrário do que faz a imprensa marron, a revista Istoé  publica excelente matéria sobre o "homem bomba" Paulo Preto e a questão do desaparecimento de 4 milhões de reais que o PSDB acusa que o engenheiro embolsou. Na matéria, os advogados de  Paulo Preto falam do processo que o engenheiro move  contra a direção e o partido tucano, além de alertar Serra para ter cuidado. E o melhor: Paulo Vieira, ou Paulo Preto, diz que não é amigo,  "mas falou com Serra várias vezes, se conhecem de muito tempo, embora seu amigão do peito seja o senador eleito pelo PSDB de São Paulo, Aloísio Nunes, ex-chefe da Casa Civil de São Paulo. Preto diz ainda sobre Serra que da última que "prosearam" o papo foi por mais de 15 minutos. Vale a pena ler e saber o porquê  do candidato tucano José Serra ser tão mentiroso para no dia 12 dizer que não conhecia Paulo Preto e já no dia 13, desavergonhadamente, dizer que "Paulo Vieira (ou Preto) é um dos nossos melhores quadros". Pinóquio 1 (o daqui);  Pinóquio 2 (o de lá). Mas sempre tucanos, com bicos e narizes enormemente grandes.

Covardia do Paysandu fez "Fagner dá o tom" e equipe dar adeus à Série B

O Paysandu perdeu pela sua própria covardia. Com medo de jogar no Mangueirão para o reconhecidamente superior Salgueiro, o chamado Papão da Curuzu perdeu agora pela manhã em seu próprio campo superlotado pelo escore de 3 a 2 para a equipe do sertão pernambucano e vai ter que esperar mais um ano para sonhar em voltar para a Série B. Perdeu o jogo, perdeu a Série B e ainda sai liso.
O Paysandu começou o jogo com vontade de ganhar, embora fosse visível a fragilidade de sua defesa e seu meio de campo, onde os zagueiros e os volantes não conseguiam segurar os velozes atacantes e meio atacantes do Salgueiro. Até pelo menos os 20 minutos de jogo o Paysandu foi melhor, mais voluntarioso, mas além da deficiência de seu meio campo e defesa, onde Sandro e Potiguar não estavam em seus melhores dias, no ataque, somente o oportunismo e a força de vontade de Bruno Rangel faziam valer  o desejo da equipe chegar à Série B. Fernandão  e Fabrício foram praticamente anulados pela defesa pernambucana.
O Paysandu fez o primeiro gol, mas o Salgueiro não se intimidou e a questão "Alçapão bicolor" tão decantada por incautos (que parece não entenderem que futebol se decide é em campo e não nas arquibancadas), não deu certo. Por sorte o Papão não tomou dois ou três gols na primeira etapa.
Na segundo tempo só deu Salgueiro, até o clube do Sertão pernambucano fazer o terceiro gol. O quarteto de frente salgueirense formado por Júlio Ferrim, Edu Chiquita, Clébson e Fagner -os três últimos excelentes jogadores- acabou com o meio de campo bicolor e pulverizou a defesa alviceleste, totalmente atordoada e fazendo lambanças e mais lambanças. Depois do terceiro gol o técnico Cícero Monteiro tirou um dos melhores em campo do Salgueiro, o avançado Clébson,  e ainda teve dois jogadores expulsos. Mas o Paysandu teve seu caixão fechado quando sofreu o segundo gol, pois até com empate de 2 a 2 estaria fora.
Vale repetir: ficou comprovado que essa de jogar em seu próprio campo, em estádio pequeno, não vale nada, pois ontem não deu certo para o Águia que perdeu por 1 a 0 e hoje foi a vez do Paysandu, cujos torcedores agora vão ter que aguentar a gozação de sem Série B e sem dinheiro, porque este jogo no Mangueirão poderia ser mais futuroso, até pelo tamanho do campo, e a grana para os cofres seria pelo menos duas vezes mais que a que o time bicolor ganhou hoje. É Isso aí,  Papão, que a lição sirva mais à frente. Em 2011, talvez!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Comício de Lula, Ana e Dilma reuniu quase 100 mil pessoas em Ananindeua

As candidatas petistas Dilma e Ana Júlia
Muito bonito o comício de ontem na Arterial da Cidade Nova, quando o presidente Lula, a candidata a presidenta Dilma, Ana Júlia e mais ministros de Estado e o governador da Bahia reeleito Jacques Wagner , membros da coligação Acelera Pará levaram quase 100 mil pessoas a praticamente fechar a principal entrada do populoso bairro de Ananindeua. Chimbinha, da banda Calipso fez a abertura e disse porque apóia, ele e Joelma, Ana Júlia. A candidata do PT ao Governo do Pará falou do que já foi feito em sua gestão e do que ainda tem por fazer e garantiu que vai fazer. Dilma falou sobre Educação, saúde, os programas Luz Para Todos, Minha Casa, Minha Vida, e as prioridades de seu governo que, como o de Lula, será voltado principalmente para os mais carentes. Em sua fala, o presidente Lula, pediu que os paraenses reelejam Ana Júlia que é para ela dar continuidade ao que está sendo feito. A importância da eleição de Dilma e ao final disse querer a eleição de suas duas companheiras, Dilma e Ana,  como presente de aniversário, que será neste mês de Outubro. A festa com os candidatos e com uma militância petista forte e decidida terminou depois das 23 horas..

Veja vídeo do homem bomba tucano Paulo Preto

video
A polêmica sobre o homem bomba do PSDB, Paulo Vieira vulgo "Paulo Preto", está dando muito pano pras mangas dentro do próprio partido tucano. Advogados de Paulo Vieira prometem entrar com representação contra os tucanos e o PT de São Paulo também, para averiguar a ligação de Paulo Preto e José eSerra e, principalmente a questão dos 4 milhões que os  tucanos afirmam que Paulo Preto se apossou na marra da arrecadação da campanha de Serra, além de um empréstimo de 300 mil que o já chamado super homem tucano Paulo Preto emprestou para o senador eleito pelo PSDB de São Paulo, Aloisio Nunes, comprar um apartamentozinho. É o Roboanel de Serra dando pano pras mangas! Engraçado que a Globo, a Folha e a Veja não mostram essa sujeita tucana!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Serra não responde jornalista e faz ameaça . De novo!

Diretora de Redação do jornal rebate ataque e diz que declarações de candidato do PSDB são "lamentáveis"
Breno Costa
O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, criticou ontem a imprensa e acusou o jornal "Valor Econômico" de atuar em favor da adversária Dilma Rousseff (PT). Por duas vezes, o tucano ignorou perguntas de jornalistas, afirmando que eram "pauta petista".
"O seu jornal faz manchete para o PT colocar no horário eleitoral", disse Serra, em Porto Alegre, a um jornalista do "Valor", após ser questionado sobre o caso do ex-diretor de engenharia da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto.
Segundo reportagem da revista "IstoÉ", que foi usada por Dilma no último debate, o engenheiro "fugiu" com R$ 4 milhões arrecadados extraoficialmente com empreiteiras -ele era responsável pelo controle das maiores obras viárias de São Paulo.
"Eu sei que, no caso, vocês não têm interesse na Casa Civil, naquilo que foi desviado. Seu jornal, pelo menos, não tem. Agora, no nosso caso, nós temos. O resto é factóide petista", disse.
A resposta de Serra, ao criticar o "Valor", não se referia, no entanto, a Paulo Preto.
Fazia menção implícita a uma entrevista com David Zylbersztajn, diretor da ANP (Agência Nacional do Petróleo) no governo FHC, na qual falou sobre sua visão do modelo de concessão do pré-sal.
Dilma disse no debate que Zylbersztajn, chamado de "principal assessor energético" de Serra, é a favor da "privatização do pré-sal".
A diretora de Redação do "Valor", Vera Brandimarte, lamentou as declarações. "O jornalista [Sérgio Bueno] só estava fazendo o trabalho dele, que é perguntar. Todos os candidatos devem estar dispostos a responder questões, mesmo sobre temas que não lhes agradem", disse. (Deu na Folha).

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

A "via crucis" do Corintians

Sou admirador do futebol do Ronaldo dito Fenômeno. Acho que poucos jogadores conseguiram o que ele já conseguiu como atleta. Mas vejo que meu sonho de vê-lo brilhar novamente com a camisa do Corintians cada vez mais se distancia. O gordo jogador, que parece não ter jeito de perder peso, vive a prometer seu retorno aos campos, o que não acontece e o Coringão vai a cada dia se distanciando do título do Brasileiro. Recentemente a equipe paulista esteve em primeiro lugar, pau a pau com o Fluminense, mas hoje o time está em terceiro lugar, cinco pontos distante do primeiro Cruzeiro e três do segundo colocado, o Fluminense. Méritos para o Cruzeiro que vem comendo pelas beiradas e deixando grandes equipes de Rio e São Paulo para trás. Sem técnico titular, sem Ronaldo e sempre dando um jeitinho para escalar os homens de ataque, já que Dentinho e Jorge Henrique também estão sem jogar, o Corintians vive uma verdadeira via-crucis. Se não vencer o Vasco hoje, poderá distanciar-se ainda mais. Comparo o problema que vive o Corintians hoje, depois da saída de Mano Menezes, o mesmo que vive o Santos, depois da saída de Robinho, André, Wesley, a contusão de Ganso e a saída de Dorival. Atropelos no meio do caminho, em pleno andamento de um campeonato, podem causar esse tipo de problema. Aí, o torcedor é quem sofre. Cada vez mais.

Vai que é tua, Paysandu!

Não entendi o presidente Luis Omar marcar o jogo entre Paysandu e  Salgueiro para domingo pela manhã na Curuzu.  Não quero entender como medo do presidente que sua equipe seja derrotada num jogo no horário vespertino e no Mangueirão. Pelo sim, pelo não, minha opinião é que a partida, embora perigosa (como coloquei no blog duas semanas antes do jogo em Pernambuco) o Paysandu tem uma equipe melhor posicionada tanto no ranking nacional como em termos tecnicos. Tem nome, um bom elenco, decide em  casa pelo empate sem gols e tem tudo, tudo mesmo para fazer bonito e ganhar o jogo. Vejo a situação do Paysandu frente ao Salgueiro bem melhor  do que a do Clube do Remo -embora  a situação seja bem parecida- que na decisão  que teve para ascender à Série C, empatou com  o pequeno e quase inofensivo Aurora no Mato Grosso e em casa empatou de novo com gols e levou o farelo.  No caso do Paysandu, a diferença é que equipe é bem melhor preparada do que a do Remo, que como eu passei o ano alertando, tinha elenco regular mas não tinha treinador, pois Giba é só curioso e arruma emprego porque tem bom papo. Na Curuzu o comandante é Charles Guerreiro, competente como jogador, como ídolo do Flamengo e da seleção Basileira e como técnico é respeitado pela tranquilidade que passa aos atletas e pelo talento mostrado já nas três grandes equipes paraenses, incluindo aí a minha Tuna Luso Brasileira.Imaginei que Luis Omar faria do jogo da classificação para a Série B um espetáculo com casa cheia no Mangueirão, com 30 ou até 40 mil torcedores do Papão e do futebol paraense felizes e engordando o caixa da equipe, que poderia, assim, dar um senhor "bicho" aos atletas vencedores. Me enganei, mas mesmo assim, espero que tanto Paysandu como Águia vençam e que nosso futebol reencontre seu verdadeiro lugar no cenário esportivo  brasileiro. Lugar de Paysandu, Remo e Tuna não é fora nas séries C e D. É com certeza pelo menos na Série B. E eu torço para que nossas equipes cheguem lá!

Solidariedade à vida!

O resgate é feito num cilindo de 53 centímetros
Pela madrugada de hoje, fui tomado de emoção ao presenciar o resgate do primeiro mineiro após mais de dois meses na mina no Chile,  de mais 700 metros de profundidade.  Aemoção deveu-e à felicidade exposta no rosto do mineiro, a certeza de ter reconquistado a vida, pois imagino que, depois do acidente, a maioria dos 33 companheiros não acerditava na menor possibilidade de salvação. Feliz, sorridente, sem expressar nenhum sentimento de revolta, ao contrário, coberto de alegria, o mineiro abraçou seu filho de 8 anos, os amigos e acenou feliz com a bandeira de seu país, o Chile.
O resgate dos mineiros é a vitória da vida, da alegria de viver, da felicidade de encontrar os parentes, os amigos todos ansiosos por um abraço, um beijo e a certeza de que doravante a vida será muito mais bela. O trabalho do resgate está sendo dos mais primorosos. Penso que o mais importante resgate de todos os tempos. O mundo inteiro se moblizou. É a Copa do Mundo da Vida, e um fato importante foi a mobilização de governos de vários países do mundo, que se uniram para que esta volta à vida dos mineiros chilenos fosse possível. Que o assunto, presenciado em todo o mundo ao vivo, seja exemplo de solidariedade, e que a partir de agora tome-se consciência de que a primeira lição de todos os governantes do mundo seja a presevação da vida.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

No trânsito

Por volta das 7,30 da manhã de hoje, paro o carro no sinal e presencio discussão acalorada entre dois senhores, ambos de meia idade, um deles com cabelos já meio embranquiçados., o outro um pouco mais jovem O mais velho, muito nervoso, xingava muito, gesticulava e  ameaçava descer do carro, demonstrando estar bem mais irritado que o outro. O sinal abriu e o carros de ambos prosseguiram devagar, mas com a discussão cada vez mais quente. Um deles ameaçou jogar o carro, uma frontier, por cima do outro, que desviou, deu uma freiada brusca e prosseguiu ameaçando bater na traseira da frontier. Observava tudo meio apreensivo em meu veículo, logo  atrás dos dois nervosos. Não sei o que motivou a discussão, mas tenho certeza que pela raiva de ambos, se um deles tivesse uma arma poderia ter acontecido alguma coisa bem grave. No sinal próximo, o mais nervoso, o da fontier, parou e o do carro menor aproveitou para dobrar à direita, fazer um gesto obsceno e desaparecer em alta velocidade. É o dia-a-dia. Coisas da vida, minha nêga, como diria Paulinho da Viola.