sexta-feira, 30 de setembro de 2011

"O Sal a terra", grito de paz de Beto Guedes


A primeira vez que ouvi Beto Guedes me impressionei pela sonoridade meio country, meio rock, uma melodia nova em uma voz pequena mas muito boa de se ouvir. Era o final dos anos 70, onde a nossa rebeldia estava à flor da pele. Mas Beto e sua compenheirada mineira vinha mais manso, mais tranquilo. Suas letras, normalmente composições  com os parceiros do Clube da Esquina, como Lô Borges, Fernando Brandt, Milton Nascimento, Tavito, Toninho Horta, além de composições de seu pai, Godofredo Guedes,  grande violeiro das Minas Gerais, mostram uma enorme preocupação com a paz, a ecologia, dentro de um romantismo extremamente poético com um "que" de esperança num mundo novo.
Beto está meio desencantado com os descaminhos de nossa música. "A pirataria tira qualquer um do sério", disse recentemente em uma reportagem. Pior que tira mesmo! Alguns artistas já sneem saudades do velho vinil, esse sim, difícil de piratear.
"O Sal da terra"  é um grito de esperança. Aquele grito de alerta quase desesperado pela não destruição do planeta Terra  pelo próprio homem. 
Os garotos do Jota Quest são aquela novidade boa da música pop brasileira. Sentindo o diferencial da música de Beto Guedes, eles convidaram o artista mineiro para vários shows, dentro das comemorações dos 50 anos de Guedes. O resultado foi bom e rolou mais shows. O escriba presenteia os seguidores do Blog e navegantes para curtirem  "O Sal da terra". Uma canção que dentro das muitas belas criações de Beto Guedes como "Maria Solidária", "Gabriel", "Janela lateral" e muitas outras que embalaram gerações, se destaca pelo grito de paz que ela evoca. Valeu, Betão!

Regata do Cirio neste domingo, na Estação

Lindão e atletas de remo da Tuna.
O Campeonato Paraense de Remo prossegue neste domingo, na Estação das Docas, com a 4ª Regata, que é também a 2ª Regata do Círio. O campeão vai receber o Troféu RBA de Comunicações. Os dirigentes da FEPAR nesta 2ª Regata do Círio estão homenageando o Dr. Pedro de Brito Tupinambá, médico e coronel da Aeronáutica, além de escritor e um profundo admirador dos esportes.
Composta de 10 páreos, o primeiro previsto para começar às 7,30 da manhã, que será o Quatro Com (4+),  a 4ª Regata é a penúltima desse ano, e terá a participação das três forças do esporte náutico em nosso Estado: Tuna, Paysandu e Remo.
O Clube do Remo é hoje o líder do Campeonato, com 82 pontos, seguido da Tuna Luso Brasileira, com 67 e do Paysandu Sport Clube, com 54.  Na 5ª Prova, a  DOIS COM (2+) será disputada somente por Tuna e Remo, já que o Paysandu não inscreveu atletas. O vencedor de cada prova ganha 4 pontos, o segundo lugar, 2 e o terceiro lugar 1 ponto.
De acordo com técnico da Tuna Luso Brasileira,  Wildemar  Paiva, o Lindão, a Lusa está preparada para vencer pelo menos 5 provas. "Se conseguirmos este feito, vamos torcer para que as outras equipes dividam as outras, pois pontuaremos bem e poderemos tranquilamente vir para a ultima regata com todas as chances de ganhar o titulo do ano", disse Lindão, empolgado com sua equipe.

Simone Morgado em maus lençóis

Metida a paladina da verdade, da seriedade, mas que na prática não é nada disso, a deputada Simone Morgado, fora os problemas que vêm sempre à tona em Bragança, denunciados principalmente pelo jornalista J. Brígida em seu jornal ou seu Blog, agora vai ter que se explicar ao Ministério Público no caso da funcionária de seu gabinete na Alepa, a advogada Ana Mayra Mendes Leite Cavalcante, que mesmo fazendo pós-graduação em Portugal,  recebia salários da Assembleia Legislativa do Pará sem trabalhar, com faltas abonadas pela deputada do PMDB.
Simone é "assim" com  o chefe Jader.
Simone Morgado é aquela deputada que andava sempre com um embrulho onde dizia ter sérias acusações contra o Governo passado, uma maneira que encontrou de chamara a atenção e para ocultar as ações de ratazana na Alepa, como usar o dinheiro público para pagar salários à marajás.
Simone pode ter contra si ação do Ministério Público do Estado. Segundo o promotor de justiça Arnaldo Azevedo, o assunto da funcionária Ana Mayra foi encaminhado para apreciação da Procuradoria Geral do Ministério Público". Ainda de acordo com Arnaldo, o problema já está na justiça através de uma ação pública por improbidade administrativa contra a deputada Simone Morgado, sua funcionária Mayra Leite e a mãe da advogada, Márcia Leite, servidora da Casa e também preposta de Mayra para receber seus vales-alimentação e a cesta básica que a "funcionária fantasma" tinha direito(?).
Mayra era assessora parlamentar da deputada Simone, recebia salários,  mas nunca frequentou o gabinete da bragantina na Alepa. Suas faltas eram acobertadas pela deputada Simone Morgado, por meio da assinatura de memorandos.
Aviso aos navegantes: Mayra Leite e sua mãe Márcia Leite são militantes históricas do PMDB de Jader Barbalho e Simone Morgado  é "assim " com  o ex-deputado.

Lula em Londres cobra posição firme do G-20


Lula dá aula aos europeus
Em evento patrocinado pela revista britânica "The Economist", o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que é preciso criar uma nova governança global para encarar a crise. Lula  avalia que o G-20 precisa aproveitar a próxima reunião, que será realizada em novembro, para se consolidar como o fórum de tomada de resoluções. "Não dá para os países tomarem decisões unilateralmente", criticou o ex-presidente.
Para Lula o G-8 perdeu importância, diante da entrada de novos atores no cenário mundial. Ele também disse que o G-20 não cumpriu as promessas feitas na reunião de 2009, em Londres, de democratizar o grupo, regular o sistema financeiro e acabar com os paraísos fiscais. "Para os Estados Unidos e a Europa, a crise já estava resolvida, mas não estava."
O ex-presidente disse que, nas reuniões do G-20, "parece que não existe problema". "Só percebemos que existem problemas pela imprensa", afirmou.

Copa América em Belém: Mais uma lorota!

Não era o momento certo para se fazer política. Ou era? A verdade é que o engraçadinho que "aloprou" colocando no telão do Mangueirão  que Belém seria uma das subsedes da Copa América de 2015 quis dar uma "babada" no Governador ou então seguiu orientação de um outro "babaovo"que queria -e conseguiu, pelo menos por algumas horas!-  fazer uma boa média com o gestor estadual.
O fato é que sabedor da notícia o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que se sabe não é lá muito sério, apressou-se em dar um desmentido através do Assessor de Imprensa da entidade maior de nosso futebol, o jornalista Rodrigo Paiva. Segundo Paiva," não tem nada de oficial que Belém será uma das subsedes da Copa America de 2015, ainda estamos em estudo", ou seja é tudo lorota, pois "como Belém, existem outras capitais que também são candidatas à subsedes da Copa América de 2015", completou Rodrigo Paiva.
Agora que ficou feio, isso ficou. Um papelão. Até este escriba, que é mais a favor de uma Copa América do que mesmo uma sede de "peladas" da Copa do Mundo, ficou eufórico quando viu o anúncio. Não é novidade para ninguém que gosto mais do futebol sulamericano que do europeu.
De tantos "disse-me-disse", acho melhor esperarmos a recuperação do Teixeirão e ver o que ele vai dizer. Mas que foi uma jogada política feia, que não se tenha nenhuma dúvida,  ou seja, no tiroteio, "o tiro saiu pela culatra!

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Uma Argentina fraca. Mas sempre Argentina!

O Brasil, realmente, é o maior celeiro de craques do mundo. Não adianta querer fazer comparações. Aqui e ali no universo de todos os continentes, aparece um bom jogador, mas igual ao nosso País, tá difícil. Ontem demos mais uma vez demonstração de nossa qualidade. Nossa Seleção, toda "brasuca", formada por jogadores que ainda estão por aqui e outros -poucos- que já retornaram, demos um espetáculo ímpar no Mangueirão. 
Tudo bem que a Argentina ontem praticamente não jogou nada. Mas é a Argentina, gente!  Se eles não estão bem, com seus principais jogadores fora do país, o problema é deles. Felizmente aqui no Brasil temos o privillégio de todos os meses aparecerem novos craques. Prova maior é nossa Seleção sub-20, Campeonissima e que de uma vez revelou craques como Oscar, Lucas, homens de Seleção, além de outros que estão brilhando em suas equipes principais. 
No Brasil vão embora 10 jogadores de uma vez e no outros mês aparecem 20. Agora mesmo nessa safra 2011, temos tantos jogadores bons que acho até tolice convocar os "estrangeiros". É muito jogador bom, do goleiro ao ponta esquerda! 
Acho que a safra dos "hermanos" não está lá muito boa. A maioria dos jogadores que atuaram ontem pela Argentina pertence a equipes que não são notadamente históricas como Estudiantes de La Plata e Velez Sersfield, que não são de ponta, mas que foram a base da Seleção. Equipes que históricamente revelaram grandes jogadores como Boca Júniors, River Plate e até o Argentinos Júnior, que foi a equipe que revelou  Diego Maradona, hoje passam por problemas e não têm a quantidade de craques que tiveram em passado recente.
Como amante do futebol, respeito muito os argentinos. Mas vibro quando ganhamos deles. Mas sei que uma Argentina completa, com seus "estrangeiros" pode fazer muito mais do que o que fez ontem. E olhe que ontem eles estavam reforçados por alguns atletas que atuam no Brasil! 
Mas pelo nosso lado, sejam os "brasucas" ou os "estrangeiros", sempre temos condições de fazer bonito. Como disse muito bem o poeta Guilherme Arantes: "Coisas do Brasil".

Copa América em Belém? Aí valeu!

Excelente a notícia divulgada ontem de que Belém será uma das subsedes da Copa América de 2015. Com certeza vai valer a pena presenciarmos as  excelentes equipes da América Latina, que sabemos têm um futebol de qualidade, como Argentina, Paraguai, Uruguai, Bolívia, Venezuela, Peru, Colômbia, etc.,  que podem perfeitamente com o Brasil proporcionarem um grande espetáculo de futebol.
Para ser bem honesto, confesso que vejo com melhores olhos uma subsede de Copa América de que mesmo uma de Copa do Mundo, como a que muitos insistem em achar que perdemos. Claro que não perdemos. Eu, particularmente, jamais irei ver um jogo de seleçõse do nível de Croácia, Zaire, Nova Zelândia, Irlanda,  Equador e outras inexpressivas que sei que irão, dependendo do sorteio, jogar em Manaus e outras subsedes do Nordeste. Sinceramente, não enchem meus olhos essas equipes.
Se for confirmada a notícia, temos que parabenizar os que conseguiram e torcer para que as equipes sulamericanas que venham para cá sejam seleções de qualidade. Com certeza Belém  fará sua parte, com o povo dando sua grande parcela de contribuição para o sucesso, como ontem no jogo da Seleção.

Cortês, do Bota, foi o craque do jogo

Cortês, uma rápida ascensão no futebol.
No última postagem de ontem, coloquei que não acredito nessa de jogador de time e de Seleção. Inventaram isso a partir de grandes craques brasileiros da Seleção de 82, quando inegavelmente tivemos a segunda melhor Seleção de nossa história e grandes craques como Zico, Sócrates, Falcão, Júnior e outros, que mesmo sendo a sensação da Copa,  não conseguiram trazer o "caneco" para o Brasil. Existem até os que dizem que Romário é pavulado (e se pavula) que foi melhor que todos eles "porque ganhou um ´titulo mundial". Que peninha dos que pensam assim!
Ontem mais uma vez ficou comprovado que tudo isso é lorota. Dedé, Rômulo, Borges, Lucas e principalmente o jovem lateral do Botafogo Cortês, deram a definição de jogador que Moraes Moreira tão bem imortalizou: "Filho de jogador, joga até com uma laranja". Ou seja: quem joga bem no meu time, joga também na seleção, basta ter talento.
Cortês enjoou de jogar bola ontem. O que ele vem fazendo no Botafogo desde que estreou, fez ontem com perfeição pela Seleção, com talento e uma genial alegria. E tudo pelo simples prazer de jogar futebol, de jogar como ele sabe.
Cortês tem 24 anos, começou jogando no Quissamã, do município do mesmo nome do Estado do Rio, disputando a Segunda Divisão do Carioca, em 2009. Em 2010 foi destaque pela mesma Segundinha jogando pelo Nova Iguaçu, sendo ídolo na Baixada Fluminense. Contratado pelo Botafogo há seis meses Cortês vem demonstrando que tem vaga em qualquer time do País e na agora, com certeza, na Seleção. O lateral mostra um estilo de jogo que há muitos anos não se via, não podendo ser comparado a ninguém, pois,  ao contrário dos muitos lateraisesquerdos  que têm jogado pela Seleção, defende e apóia com a mesma desenvoltura, sendo  também jogador de muita vitalidade. Ontem, por exemplo, correu mais de oito quilômetros.
Cortês teve participação direta na vitória da Seleção, contribuindo para os dois gols e nas suas subidas deixou sempre o ataque brasileiro na porta do gol.  Foi, inegavelmente, o homem do jogo o Craque entre tantos craques.
Para um atleta que usa a camisa 6 do Botafogo, a mesma que foi usada pelo lateral esquerdo considerado o melhor da história do futebol brasileiro, Nilton Santos, a Enciclopédia do Futebol, a responsabilidade de Cortês é muito grande. Mas ele está honrando, tanto no Botafogo como na Seleção Brasileira. E já disse que não se importa que falem de seu "black power". Só quer é comemorar o sucesso. E se possível na mesma lanchonete em que comemorou seu casamento.  Esse é Cortês, humilde, competente e já garantido no Fogão até 2016.

Brasil vence de 2 a 0 com espetáculo da Seleção e do povo do Pará!

A Seleção campeã que deu show ontem em Belém.
Precisa dizer (ou postar) mais alguma coisa? Estava escrito até nas estrelas que a Seleção Brasileira  ideal tem que ter como base os atletas que atuam no Brasil. A vitória simplesmente sensacional do Brasil ontem sobre a Argentina, com  atuações belíssimas de alguns jogadores, são a maior prova disso.
Foi uma partida e uma vitória bem diferentes de outras. O Brasil de ontem tinha novamente a cara do Brasil. Os que viram o jogo, seja ao vivo como nós do Pará ou pela TV, presenciaram algo que há muito não viam: uma equipe com excesso de garra, com jogadores atuando com vontade, querendo vencer nosso mais ferrenho adversário, sem ter medo da cara e da natural raça  portenha. Jogamos para vencer e pelo que presenciamos, pareceu que nossos atletas nem tomaram conhecimento que os adversários eram mesmo os argentinos.
Garotos como Neymar e Lucas,  veteranos como Ronaldinho Gaúcho e Fred, falando a mesma língua, a do futebol objetivo, sem ter medo de entrar nas bolas divididas, sem brincadeiras na área, com uma  seriedade há muito não vista, sem excessos de toques sutis que últimamente vinham marcando nossa seleção. A velha seleção descaracterizada mudou de figura, ao que parece, ao chegar no Pará.
O placar de 2 a 0 com um show de bola orgulha não somente a nós paraenses, mas a todos os brasileiros, que há muito não presenciavam uma Seleção tão brasileira, tão verde amarela como a que se apresentou ontem no majestoso Mangueirão. O escriba posta isso porque depois do jogo recebeu  inúmeros telefonemas, além de mensagens, elogiando a bonita festa feita pelo povo do Pará, inegavelmente um povo que ama o futebol e a Seleção Brasileira de uma maneira muito especial. E toda a nossa receptividade aos craques da Seleção do Brasil (só com atletas que moram e jogam em nosso País) culminou com uma empolgante vitória sobre os argentinos. Foi o que podemos chamar de "meu Brasil brasileiro".
A festa verde e amarela que foi iniciada desde segunda-feira, a partir da própria  Imprensa que tão bem recepcionou a comitiva da Seleção, continuada pelos fanáticos torcedores e principalmente  pelas tietes paraenses, teve o fechamento ontem, desde  início do espetáculo, com o hino nacional cantado por um coro de quase 50 mil vozes, numa clara demonstração de brasilidade: amor à Seleção e à Pátria.
O time brasileiro, desde o início da partida, deixou claro que o jogo seria diferente. Notava-se emoção, prazer, raça e o sangue verde amarelo correndo mais veloz nas veias de todos os jogadores. E eles, imagino,  deduziram que para pagar tanto carinho, tanto respeito, só mesmo uma exibição de gala e uma vitória. E foi o que aconteceu.
No final, o troféu de vitorioso  e a alegria contagiante de uma equipe que jogou parecendo um grupo de crianças que joga uma pelada e vence. Só alegria, só felicidade. Uma partida inesquecível para nós do Pará. Uma partida mais que inesquecível para atletas e Comissão Técnica. Parabéns à Seleção  Brasileira e ao  povo do nosso  Pará, que mais uma vez mostrou uma de suas grandes características: receber bem e mostrar o orgulho de ser brasileiro e principalmente paraense. Por inteiro!

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Mano, enfim, com um time ofensivo!

Não era totalmente a Seleção que eu (mas eu não sou nada!) queria para enfrentar a Argentina. Mas, trocando em miúdos, o time vai entrar bem modificado da equipe da última apresentação e com certeza bem melhor.
Para começar, Jefferson é sem dúvida o melhor goleiro do Brasil hoje. Seguro e tranquilo, o arqueiro do Botafogo tem tudo para se firmar e até "roubar" a vaga do veterano Júlio César. A defesa poderia ser diferente, mas Mano está usando, pelo menos em sua visão, o melhor miolo de zaga, com Dedé e Rever. Gostei de Cortês na lateral esquerda. O atleta botafoguense marca bem e apóia melhor ainda. É uma das grandes revelações de nosso futebol. Espero que se firme, o que eu acredito que aconteça, pois não sou daqueles que acham que existe "camisa pesada".  Na verdade o que falta mesmo em alguns atletas é uma boa preparação psicológica.
O meio de campo não me agradou muito.  Não fecho com a entrada de Rômulo de primeira. Mano poderia entrar com Casemiro ou até Lucas, com Ronaldinho e Ralf. Teria, com certeza,  um meio de campo onde o craque do Flamengo poderia ter mais liberdade para criar.
Cortês tem vaga certa nessa Seleção!
O ataque também, a meu ver, poderia entrar diferente. Acho que seria mais vantajoso para o ataque se entrasse Diego Souza de primeira, com Neymar caindo pela esquerda e  Borges no meio. Como postei ontem, Diego poderia descer e subir com mais facilidade, função que ele faz com maestria no Vasco. E Diego, mesmo sendo meia, tem um grande faro de gols.
Mas o time está definido. Felizmente o técnico está mostrando coragem de entrar mais agressivo contra a Argentina, pois com dois homens genuinamente de área, Borges e Neymar, e mesmo com Lucas, que vai fazer uma função que, reafirmo, está mais para Diego Souza, a Seleção tem tudo para se afinar e fazer os gols que tanto esperamos. Penso que no decorrer da partida Mano vai colocar o artilheiro vascaino, com certeza na vaga d sampaulino Lucas. Assim, mesmo sem esquema tático definido (o próprio tempo não permite isso) a Seleção Brasileira jogando no nosso Mangueirão e ofensivamente, poderá nos dar uma grande alegria hoje. Deus permita!

Não à Divisão do Pará! Está na hora de botar o bloco paraense na rua!

Já foi dada a largada para a propaganda para a Não Divisão ou Divisão do Estado do Pará mas até o presente não se vê muita mobilização de campanha. Pelo que tenho observado, quase toda Belém e Ananindeua são contra a divisão do Estado, o que considero um fator positivo. Mas mesmo com essa quase certeza, n~]ao existe sequer a propaganda de como vai ser a votação. O eleitor não tem a menor idéia de como será a Cédula de Votação, mesmo porque pouco foi divulgado pela Imprensa, o que considero negativo.
Queremos nosso Pará por inteiro!
A hora de nos mobilizarmos (eu assumo que sou contra a divisão e pronto!) é essa. Os comitês de Belém e Ananindeua têm que trabalhar na propaganda visual, tipo folderes de orientação, com informações sobre o perigo da divisão; cartazes informativos para as escolas, universidades, casas noturnas, bares, restaurantes, em todos os lugares públicos e privados, dependendo da  manifestação democrática de cada um. É necessário que os comitês trabalhem com adesivos para carros, para agendas, para estudantes estamparem nas camisas, enfim, é preciso botar o nosso bloco na rua!
enquanto estamos perdendo tempo aqui,  com certeza o outro lado, com o Washington Olivetto por lá, deve estar aloprando nas suas bases. Mesmo que o famoso homem de propaganda tenha dito que "iria atacar em Belém, porque na área interiorana está mais ou menos seguro o voto pelo sim", acho que ele está fazendo é o contrario, tentando "ganhar" o eleitor de lá, por que aqui para ele está complicado.
Aos comitês, que fizeram tanta confusão para fazer parte,  mão á obra!, vamos, botar nosso bloco na rua de Não à Divisão!

Ainda sobre Josiel

É muito fácil o jogador chegar em um clube praticamente urrando pois está parado há tempos, ganhando um bom salário, graças as negociações que o empresário tem com a equipe que lhe trouxe, não aprova e depois de receber algumas criticas "se defende" atacando a capital, o Estado, a equipe, o clima local, o campo, as chuteiras e tudo o mais.
Sinceramene, isso é "falta de bola". Quando o cara acerta, consegue desencantar o futebol faz é agradecer, inclusive, no nosso Estado, se ajoelhando na Basílica e agradecendo à Nossa Senhora, como Zé Augusto, que mesmo não sendo natural do Pará, já adquiriu um paraensismo fantástico, fez família aqui e agradece tudo que tem ao Pará. E olhe que o Zé não é tão craque assim, é um jogador esforçado, embora centro avante nato, mas princpalmente muito agradecido às chances que teve e ainda tem. E antes de tudo, Zé Augusto é um execelente caráter.
O caso de Josiel é típico do jogador que não acertou e quer arranjar alguma coisa para tirar a bronca. Quem não lembra do Giba, que passou uma temporada no Remo, não conseguiu sequer ganhar um turno, mas o Klautau o segurou? Ele chegou a acusar o mal rendimento de seus atletas ao campo, que era pequeno, que era ruim. Depois disse que os jogadores usavam chuteiras inadequadas. Até parece que nossos jogadores saíram do soçaite. Jogador brasileiro saiu foi da baixada, da favela. A maioria, infelizmente, mal assina o nome e aprendeu a jogar nos campinhos de subúrbio, da várzea. São raros os casos em que isso não aconteceu.  Muito bla-bla-bla, simplesmente porque não acertou, não vingou. É o que acontece com Josiel, que deve receber um bom salário, não faz jus ao que recebe e começa a botar defeito em tudo. É como marido (ou mulher), que quer se separar.  Tem que receber uma chamada do Presidente ou no mínimo do Diretor de Futebol e esclarecer. Se não torcedores descontentes vão no mínimo vaiá-lo toda vez que ele pegar na bola. Sorte é que ele pega muito pouco na redonda!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Josiel não joga nada e ainda acha de falar mal do Paysandu e do Pará!

Essa é de fazer rir, para não chorar. Josiel, o fraquíssimo jogador do Paysandu, reclamar do calor, da estrutura da Terceira divisão, das viagens e até de Belém do Pará! Um jogador que não mostrou até o presente qualificação para jogar hoje nem na Série C, ficar esnobando sua equipe, a infraestrura dela, e ainda falar mal de nossa cidade e ficar sem uma chamada da direção do Clube, é dose. A torcida tem todo o direito de chiar com esse tipo de atleta, que vem para Belém ganhando muito bem,  não rende o esperado (?) e ainda acha de falar mal de tudo.
Belém e o próprio Paysandu já receberam muitos jogadores, até recentemente, que vieram de grandes equipes, e aqui chegaram em plena forma como Robson, o Robgol e Vandick, que inclusive conseguiram mandatos eletivos com votos principalmente de torcedores da equipe que defenderam, no caso o Paysandu. Também Iarley, que veio do Ceara Sporting, recuperou seu belo futebol no Paysandu e daqui saiu para o Boca Júniors da Argentina e ainda hoje, 10 anos depois, ainda  brilhando no futebol brasileiro, em todas as entrevistas que dá e nas vezes que veio ao Pará, sempre cita Belém com carinho e agradece ao Paysandu e ao povo do Pará que o acolheu muito  bem. Não é à toa que Mirandinha, Cacaio, Samuel Cândido, atletas Agnaldo, atletas de fora que brilharam em nosso futebol criaram grandes amizades, sempre visitam nossa cidade e alguns fizeram até família.
Josiel "pisou na bola".
Lembro que na Tuna, grandes treinadores estiveram no Ninho da Águia, como Walmir Loruz, Paulo Comelli, além de jogadores como Luciano Viana e outros, que pela Lusa passaram e em todas as oportunidades  falam bem da Tuna e de nossa terra.
Josiel foi demasiadamente infeliz. Jogador de futebol quando passa a fazer esse tipo de  crítica é porque não conseguiu se aprumar na equipe, não rende nem o que ele esperava, quanto mais o que  técnico, diretoria e torcedores esperavam. O presidente Luizomar não deveria esperar que Edson Gaúcho procurasse o jogador. Ele mesmo deveria chamar Josiel e cobrar uma postura dele com relação à equipe e à Belém. Por menos disso o Fluminense mandou Emerson embora e o Ceará despediu o falastrão técnico Mário Sérgio, que disse no Rio, após uma derrota do Ceará ano passado, para o Flamengo,  que "O Ceará tem que lutar é para não cair para a Série B...". Pagou feio o Mário Sérgio. Sobre o "bocudo" Josiel,  com a palavra, a diretoria do Paysandu.

A Mano o que é de Mano!

Como será que vai começar jogando a Seleção Brasileira, contra a Argentina, amanhã?  Este escriba, confessa, tem lá suas broncas com o técnico Mano Menezes. Não é pelas convocações, pois ele até que convoca jogadores bons. Um  dos meus problemas com Mano é, principalmente,  na questão tática da Seleção, como joga a Seleção. Outro é ele não questionar  o pouco tempo que tem para preparar o grupo para partidas importantes, como a de amanhã. No final, certamente vai sobrar para ele, não para os caciques da CBF, de quem Mano é empregado.
Torço para que no jogo de amanhã Mano Menezes use a melhor formação possível da Seleção. Talvez, pela teimosia natural de quase todos os técnicos, principalmente os da Seleção, Mano vá escalar um time com um meio de campo com quatro ou três jogadores, um ataque com dois homens, sempre com um recuado, coisas assim. Resumindo: Um time descaracterizado da Seleção de nossos sonhos, que com certeza  queremos sempre jogando à frente, fazendo a beleza do futebol, que é o gol.
A incógnita Mano Menezes
Se Mano quiser que sua equipe faça uma exibição pelo menos regular (já que o tempo é curto para que a equipe se entenda em campo), terá que fazer um meio de campo com qualidade, sendo Ronaldinho Gaúcho termômetro da equipe, o homem de ligação com o ataque, que a meu ver Mano deveria escalar três homens, dois realmente perigosos goleadores, e um para servir como terceiro homem, para subir e descer quando necessário.
Mas será que Mano vai ter coragem de colocar Diego Souza, Neymar e Borges juntos na frente? É bom que fique claro, que mesmo sendo o maior goleador do Vasco hoje e um dos artilheiros do Brasileirao, Diego Souza não é centro avante nato, como Borges e Neymar. Para ter sucesso, Mano deve ter a coragem de colocar Diego um pouco recuado e na frente Neymar e Borges, podendo quando Neymar recuar, Diego Souza subir e fazer aquele papel que ele faz no Vasco: Sempre presente na área e fazendo gols.
Se insistir em colocar Fred ao lado de Neymar de primeira, deixando Borges de fora e recuando Diego para o meio de campo com Ronaldinho, Mano corre o perigo de ver o ataque não dar certo, apesar de  Fred ter um estilo muito parecido com o de Borges, só que é bem  mais trombador que o atacante do Cortintians, e ao contrário de Borges, não está numa forma muito boa.
Quem vai escalar a Seleção é Mano Menezes, lógicamente. Como dá para notar, o técnico brasileiro não tem um time base que ajude na formação da equipe. Já seu "colega" argentino, Alejandro Sabella, que também tem o mesmo problema de Mano de ter que convocar um dia e praticamente jogar no outro, tem só na defesa três jogadores do Vélez Sersfield: o goleiro Barovero e dois zagueiros, o que dá para notar que ele tem a ideía de uma base para defesa de sua equipe. Do mesmo Vélez, ele tem ainda dois jogadores de meio de campo, completando cinco atletas.
O paraense é um dos povos que mais gosta de futebol no País, isso está provado através de  estatísticas. O Clube do Remo já foi líder em rendas no Brasil, em todas as séries, embora estivescom torcida menor que os dois, mas que é  bi-campeã brasileira,  quando está bem proporciona sempre boas rendas (quem não lembra do titulo de 1992, quando a Águia lotou o Baenão?).
Nessa passagem da Seleção em nossa capital, Belém e o próprio Pará mais uma vez terão a oportunidade de mostrar o quanto nosso povo é amante do "Association". O quanto amamos o futebol e a nossa Seleção. Vamos mostrar isso amanhã, e dar um exemplo maravilhoso de que a Seleção deve vir mais vezes ao Pará (e se possível com uma entrada mais acessível para os menos favorecidos). E nas próximas vezes com o grande Paulo Henrique Ganso, nosso atleta que tem tudo para ser titular da Seleção.


Caso Tuna x Viana: FPF fez "vista grossa"

Ontem à noite conversei com a técnica a Tuna, Aline Costa, e ela, demonstrando desmotivação, declarou que mesmo que as duas atletas do Viana não constassem no BID da CBF, infelizmente a FPF não encaminhou a documentação, como havia sido combinado com o coronel Nunes, que segundo Aline, determinou o funcionário Scota para fazer. A técnica acredita que por não querer se incompatibilizar com a CBF neste momento em que a Seleção Brasileira se encontra no Pará, a FPF fez "vista grossa" para o seríssimo problema da irregularidade das atletas do Viana..
Bastos e Nunes: "Muy amigos!"
O Conselheiro cruzmaltino Gerardo Monteiro, através do Blog da Atat, ontem publicou a relação das atletas do Viana, em que constatamos como foi denunciado pelo diretor Charles Tuma e a técnica Aline Costa, não constam os nomes das atletas Viviane e Natália, que jogaram contra a Tuna Luso Brasileira na partida em Belém. O Viana inscreveu no BID da CBF 23 atletas (ver Blog da Atat).
Infelizmente está mais ou menos caracterizado que a FPF funciona para a Tuna como uma inimiga. Em momentos como este era que valeria a pena a "madrasta" de nosso futebol entrar em ação e defender a equipe que é sua filiada. E não fazer "vista grossa". O mais lamentável ainda é que o presidente da FPF, coronel Nunes, é Conselheiro da Tuna, colocado pelo atual presidente, que sabe perfeitamente que o Coronel, como ele, Bastos, é torcedor e ex-dirigente do Paysandu. O triste também é que nem a Imprensa deu uma linha sequer.
Neste episódio a Tuna Luso Brasileira mais uma vez paga por ter em suas fileiras pessoas que não têm comprometimento com o Clube, não têm sangue cruzmaltino, amor às cores da nossa Lusa!

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

40 anos do Grupo Experiência e 30 da peça "Verde-Ver-o-Peso. E bota arte nisso!

Atores em ação na peça de Geraldo Salles.
O Grupo Experiência deu mais uma aula de doutorado em paraensismo na sexta-feira, na comemoração de mais um ano de vida da trupe dirigida pelo grande Geraldo Salles. Numa festa em que estiveram presentes grandes personalidades artísticas, políticas e culturais do Estado, inclusive o Governador, Salles e os atores da premiada peça "Verde-Ver-o-Peso" comemoraram 40 anos do Grupo e 30 da peça "Verde-Ver -o-Peso", que a a cada vez que é apresentada passa por interessantes modificações de atualização. Os barraqueiros do Ver o Peso, que são os enfocados da peça, vendem peixe salgado, peixe fresco, do remédio para impotência à calcinhas modernas, tudo na maior alegria que só a maior e mais importante feira de nosso Estado consegue reunir. Até o famoso urubu do Ver o Peso dá o ar de sua graça.
Na última montagem, a de sexta-feira, problemas e situações que estão acontecendo no dia-a-dia de Belém e do Pará, como a divisão do Estado,  são apresentados de uma maneira humorística e satírica, num estilo bem paraense, com um grande aproveitamento da verve  "papaxibé" do grupo de atores comandado por Geraldo Salles, onde o talento de Mário Filé, Paulo Vasconcelos, Natal Silva, Armando Pinho e muitos outros
se confunde com a própria realidade dos vendedores de ervas, de peixe, de raízes milagrosas, bugingangas e tudo mais que só a rica Feira do ver o Peso possui.
Este escriba tem uma história com a peça do amigo Geraldo Salles. Vi uma das primeiras séries de apresentações, no ano de 1982. Sorri como nunca e fiquei fã do grupo e do próprio trabalho de direção de Geraldo. Depois, presenteei o grande Armando Pinho, que faz o português "Seu Manuel" na peça com uma moderna e original camisa da Tuna Luso. Aliás, Armando ou "Seu Manuel" é um perfeito cruzmaltino com camisa, bandeirão e tudo mais. Ao "Verde-ver-o-Peso" muitas apresentações por esse Brasil afora, por muitos e muitos anos!

Fininho e Paulo de Tárcio dão ritmo ao meio de campo do Penarol

O Indepedente do competente Charles Guereiro perdeu para o Penarol do Amazonas por 1 a 0, pela Série D, em  partida realizada no Estádio Floro Rebelo, em Itacoatiara (AM), e agora na partida de volta, no próximo domingo, no Navegantão, vai ter que vencer por 2 a 0 para classificar-se. Se ganhar por 1 a 0 o resultado vai ser decidido nos pênaltes e se empatar perde.
O Penarol é uma equipe em ascensão no futebol amazonense. Fundado em 1947 e com rápidas passagens pela Divisão Especial do Amazonense, o Penarol surgiu depois que a equipe homônima do Uruguai passou pelo Brasil, no final dos anos 40,  em excursão, e despertou o desejo de jovens amazonenses de fundarem um time em homenagem aos vizinhos sulamericanos.
Em 1980 chegou à Primeira Divisão do Amazonense, ficando até 89. Depois de idas e vindas, em 2007 retornou através da Série B. Em 2008 foi vice Campeão da B e em 2009 voltou de vez à Primeira Divisão do Campeonato Amazonense. 
Organizado e com um espírito de valorizar bem a prata da casa, o Penarol foi campeão Amazonense de 2010 e Bi-campeão em 2011, desbancando o Nacional.
Paulo de Tárcio: comanda o meio campo do Penarol, com Fininho.
Com uma boa equipe e reforçado por alguns jogadores de outros estados, dentre os quais o excelente meio de campo Paulo de Tárcio, que foi base da Tuna, passando pelo Paysandu e pelo Cametá ano passado, mais o jogador Fininho, ex-Tuna e Remo,  parceiro de Tarcio no meio de campo, o Penarol trabalha para chegar à Série C. Fininho e Paulo de Tárcio são excelentes atletas desprezados por equipes do Pará, que ainda preferem importar "bondes".
Nas oitavas de final da Série D, a equipe amazonense vem ao Pará disposta a ganhar do time de Charles Guerreiro. Embora respeite o adversário, o Independente, o Penarol vai jogar em cima dos erros do Galo. Para isso espera um empate sem gols, uma vitória simples ou até perder por um gol de diferença. 


Tuna poderá voltar à Copa do Brasil: Viana jogou com duas atletas irregulares

O "tapetão" poderá dar uma reviravolta no resultado do jogo entre Tuna Luso Brasileira e Viana, quando a equipe maranhense venceu por 1 a 0, no Souza. Denúncia recebida anonimamente pela técnica Aline Costa e confirmada pelo Jurídico da Tuna, mostram que duas atletas do Viana jogaram contra a Tuna sem que seus nomes constassem no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, ou seja, atuaram irregularmente, o que poderá fazer com que o Viana seja punido com a perda dos pontos da partida. Com isso, a Tuna poderá voltar e fazer parte dos jogos da semifinal da Copa do Brasil.
O Diretor de Esportes da Tuna, Charles Tuma, e a técnica Aline Costa desde cedo desta segunda-feira tomaram todas as providências,  levando a documentação da irregularidade das atletas Viviane e Natália, ao presidente da FPF, Coronel Nunes, e este  designou o funcionário Scota a entrar imediatamente em contato com a CBF para que a denúncia fosse formulada. Segunda Aline, a resposta foi prometida para hoje mesmo, no início da noite.
Atualmente as quatro equipes definidas para as  semifinais da Copa do Brasil de Futebol Feminino são Foz Cataratas, do Paraná; o Rio Preto, de São Paulo, o Vitória de Santo Antão, de Pernambuco,  e o Viana do Maranhão. A tabela será divulgada pela CBF e os cruzmaltinos torcem para que em vez do Viana entre a Tuna Luso Brasileira. Não somos adeptos do tapetão, mas em futebol, com diz o ex-árbitro hoje comentarista global: "a regra é clara".

Uma vitória apertada do Paysandu

O Paysandu deu um importante passo para chegar à Série B, ao vencer por 1 a 0  ontem, na Curuzu, o América do Rio Grande do Norte. Foi uma vitória apertada, com o time errando muito nos passes e nas finalizações, principalmente o meia Josiel, que em nenhum momento conseguiu tabelar cm o principal atacante bicolor, Rafael Oliveira, autor do único tento da equipe.
Vitória. Isso é o que importa. Mas como é uma sequência de varias partidas entre as quatro equipes, lá e cá, é preocupante como o time se comporta em campo. Ontem, o Paysandu não conseguiu evoluir nem o meio de campo, tampouco o ataque, em quase todos os 90 minutos de jogo. A defesa se atrapalhou muito com os deslocamentos dos dois atacantes americanos,  Mazinho e Max, tanto o miolo de zaga, como o lateral direito Sidni, que continua abusando nos dribles e nos chutes à distância, normalmente sem nenhum perigo ao gol. O meio de campo do Paysandu, pelo menos ontem., não conseguiu mostrar concatenação. Sandro muito lento e Juliano não conseguindo fazer a bola chegar aos atacantes Josiel e Rafael Oliveira. 
No primeiro tempo o América conseguiu levar pouco perigo à meta defendida por Fávaro, muito nervoso e cometendo deslizas inadmissíveis para um goleiro de seu porte e de sua categoria. O Paysandu foium pouco melhor e até que atacou, porém sem a devida consistência que levasse realmente perigo ao gol adversário: um chutezinho fraco de Sidni ou dois ou três do fraco atacante Josiel.
No segundo tempo o Paysandu ´pareceume mais fraco. O América começou a gostar do jogo e Gaúcho sentiu. Foi quando tirou Sandro e colocou Robinho, e Luciano Henrique e em seu lugar pôs Thiago Potiguar.
O time bicolor passou a sequenciar melhor o meio e o ataque. Potiguar muito veloz e Robinho driblando e distribuindo com maestria fez a bola chegar mais redonda ao ataque. Gaúcho tirou então Josiel e colocou Héliton. Pela direita, o jovem valor bicolor com os dois meio campistas que entraram assanhou mais o meio e o ataque, fazendo com que Rafael Oliveira aparecesse. Mais. Até Sidni ao que parece teve vontade de soltar mais a bola, depois das substituições de Gaúcho.
O gol saiu quase no final do jogo, depois do América perder um gol quase certo: o atacante americano não levou a jogada adiante pensando que estava impedido. 
O Paysandu venceu. Mas Edson Gaúcho deve ter atentado para a formação que iniciou o jogo e a que terminou. Foram dois Paysandus ontem em campo e com certeza o que terminou, com Robinho, Thiago Potiguar e Héliton foi bem superior ao time que iniciou. Sandro pode até ser importante para a equipe, mas para um time que necessita só vencer, pois quer subir, poder ser uma faca de dois gumes. Sobre o caso de Juliano, parece que o atleta parece ser "loteria".Não foi muito bem ontem.
Quem joga em casa e  quer subir tem que entrar "matando", não pode deixar que o torcedor fique com o coração na mão esperando o milagre, que ontem veio no final da partida. Agor, oa times são melhores, como diz o camarada Petrúcio, "o buraco é mais embaixo".

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Rock In Rio. Como nos velhos tempos!


Hoje começa o Rock IP Rio. Para os amantes do bom e velho rockn rol um programão. O escriba já confessou neste Blog que não é nada saudosista. Para o super evento de hoje, muitos nomes importantes do pop nacional e internacional estarão mostrando suas afiadas guitarras. Mas com certeza, nenhum de todos os rock in rios, seja nacional ou internacional, vai superar o primeiro, de 1985, quando Medina conseguiu reunir na Maravilhosa a fina flor da musica pop brasileira e internacional da época.
No primeiro Rock In Rio estiveram no palco a Banda Queen, completinha, inclusive com o genial cantor Fred Mercury. E mais: Iron Maiden, Whitesnacke, George Benson, Al Jarreau, Rod Stewart, Nina Hagen, AC/DC, Scorpions, Ozzy Osbourne, The B 52'S, Yes e James Taylos, que estava na época enfrentando sérios problemas pessoais.
Pelo lado do Brasil: Rita Lee, a hoje "vovó do rock", Gilberto Gil, Eduardo Dusek, que estava começando a carreira, o Tremendão Erasmo Carlos,  a Banda Kid Abelha (ainda usando no complemento do nome "Os abóboras Selvagens"), Barão Vermelho, com Cazuza em plena forma, Lulu Santos, no auge  e Ivan Lins.
Foi um show inesquecível, que até eu, que não sou saudosista, jamais esquecerei. E para os que curtiram aquele Rock In Rio de 1985, o primeiro de todos, a voz belíssima e o genial violão de James Taylor interpretando "You Got a Friend". Presente do Blog para os seguidores e navegantes.

FEPAR promove Curso de Arbitragem

De hoje até domingo a Federação Paraense de Remo -FEPAR- promove o Curso de Arbitragem de Remo, no Hotel Good Mar, na Rua Professor Nelson Ribeiro, 132, próximo ao Curro Velho, no bairro do Telégrafo. Segundo os dirigentes da Fepar, Luizomar Costa e Jorge Antonio Moura, respectivamente Presidente e vice da entidade, o Curso tem seis horas de duração diária e  será ministrado pelas professoras Gabriela Bianchi Miranda e Luciana de Vita Arruda.
Luizomar e Jorge Moura, que há poucos meses assumiram a Federação de Remo em nosso Estado, já começam suas atividades como dirigentes mostrando interesse em aprimorar os conhecimentos dos amantes deste importante esporte, que é  náutica. Os árbitros que forem aprovados neste curso já poderão trabalhar nas próximas regatas.
A Tuna Luso Brasileira estará com alguns de seus atletas remadores participando do Curso
Os dirigentes da FEPAR comunicaram ao escriba que a próxima Regata, já está confirmada para o dia 2 de Outubro. Será a Regata do Círio.

Brasileirão na fase de "muitas emoções"

A disputa pela liderança na Série A do Brasileiro está acirrada e bonita. Vasco, São Paulo, Botafogo e Corintians estão brigando pelo primeiro lugar há várias rodadas. E a confusão da disputa é até engraçada, pois quando um está na liderança, como o Vasco agora, na próxima rodada pode sair por alguns minutos e no mesmo jogo voltar. Ou passar uma rodada fora da liderança. Por exemplo:  Basta que ele perca o jogo para o Cruzeiro, seu adversário  de domingo.  No caso, o que está em quarto lugar, o  Corintians, que também ficou várias rodadas na liderança,para voltar à liderança, terá que ganhar do Bahia, que está em ascensão, e torcer para além do líder Vasco, Botafogo e São Paulo, que se encontram e  que estão em segundo e terceiro  lugares, empatarem.
A diferença de um time para outro é muito pequena. O Vasco tem 46 pontos, o São Paulo vem logo em seguida com 45 e Botafogo e Corintians estão em terceiro e quarto, com 44 pontos.
Isso movimenta melhor as equipes, porque enquanto os quatro primeros brigam pela pequena diferença de um ponto ou dois, que pode ser tirado tranquilamente em uma ´partida, os que estão um pouco mais abaixo, no caso o Fluminense, que está em quinto lugar com 40 pontos, mesmo ganhando uma partida ainda não atinge os primeiros. Por ora, a briga é só dos quatro.
Na parte de baixo da tabela, os quatro últimos colocados, que cairiam hoje para a Série B, a briga é também muito parecida. A situação mais difícil é do América de Minas Gerais, que desde o início do Brasileiro está na pindaíba: na rabeira ou na vice lanterna. O "Mequinha"  agora está com 19 pontos.  O 17º colocado e o primeiro da zona de rebaixamento, é o Atlético Mineiro, com 25 pontos. Em compensação, o 18º e o 19º, Atlético Paranenese e Avaí, respectivamente, estão com 23 e 22 pontos, praticamente empatados. Com o pé na zona, está o Ceará, que ontem sofreu mais uma derrota. O Vozão está com 27 pontos, bem pertinho do Atlético Mineiro.
Se a briga é boa em cima da tabela,  na parte de baixo é feia. Todo mundo lutando para sair ou para não cair. Pelo sim, pelo não, faltando 13 rodadas para o fim do Campeonato, as apostas já estão na rua, para saber quem  é o campeão e quem cai.
Da mesma forma que a Série A,  no Brasileiro da Série B, a briga também está bonita. Os dois primeiros colocados, Portuguesa e Náutico, lutam acirradamente para ganhar o título ou, pelo menos, para voltar à elite do futebol, que é a Série A. As próximas rodadas serão só de emoção. Boas para uns, mas infelizmente ruins e tristes para outros.

Tuna luta, mas perde para o Viana

Futebol é bola na rede. O que vale é o gol. Os deuses do futebol não quiseram que a Tuna ganhasse ontem. Aliás, nem sequer empatasse. O Viana veio e venceu. 1 a 0  bastou para eliminar a Tuna da Copa do Brasil de Futebol Feminino. 
O jogo foi bom, com a Tuna desde o início tomando a iniciativa de fazer o gol. Tanto que logo nos primeiro 10 minutos, uma chance foi perdida pela artilheira Cássia. Logo ela, que sempre está à frente e é uma das artilheiras da Copa do Brasil!
Desperdiçando oportunidades, talvez pela ansiedade de garantir o resultado logo no primeiro tempo, a Tuna foi se descuidando da defesa e não imaginou que o Viana, equipe que demonstrou muita experiência e traquejo para jogar em território alheio, investisse nos conra ataques. E foi numa jogada em que a zagueira Talita num lance com a atacante do Viana chutou e a bola sobrou nos pes da meia atacante Correa, que fez o únco gol da partida.
A Tuna voltou no segundo tempo demonstrando sempre  muita ansiedade para fazer o gol, além de um visível nervosismo. Cássia não conseguia aertar um chute, embora tivesse tido oportunidades diversas. O mesmo acontecia com Val, Lause e com a lateral Raquel, muito acionada pela ponta esquerda, mas sem conseguir a conclusão.
Com o  placar definido de 1 a 0, o Viana fez o seu papel de começar com uma onda de "cai, cai", bater muito e fazer a chamada "cêra", através da excelente goleira Izabela, que foi a melhor em campo, com defesas importantes e com uma segurança de dar inveja a qualquer goleiro ou goleira profissional.
A equipe da Tuna, mesmo tendo perdido, fez um bonito papel na Copa do Brasil. Na verdade as equipes, quanto mais passa-se de fase, vão mostrando superioridade. É o caso do Viana, equipe bem definida e bem postada em todas as posições do campo, com jogadoras do Pará e do Vasco da Gama. 
As atletas cruzmaltinas não têm do que se envergonhar. Foram bem em todo o Campeonato e ontem, somente não chegaram ao gol adversário por coisas que no futebol não têm explicação, porque várias situações foram criadas. Prova maior, é que em determinado momento, a Tuna praticamente "alugou" meio campo adversário. Mas isso só demonstrou a ansiedade das atletas cruzmaltinas em querer urgentemente fazer o gol, que terminou por não sair, pois os minutos foram passando, o Viana se defendendo como podia e no final o resultado mínimo de 1 a o definiu a classificação das maranhenses. Mas assim mesmo, a Tuna está de parabéns!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Borges e Diego Souza em Belém contra a Argentina. Leandro Damião não vem

Mano Menezes anunciou hoje duas convocações da seleção brasileira. Uma delas, apenas com jogadores que atuam no Brasil, serve para o Superclássico das Américas, contra a Argentina, na próxima quarta,  aqui em Belém. E a outra, contando também com atletas que jogam na Europa, foi para os amistosos com a Costa Rica e o México, nos dias 7 e 11 de outubro, respectivamente.
As listas, no entanto, tiveram alguns jogadores em comum. Foram oito nomes que aparecem nas duas convocações anunciadas nesta quinta-feira por Mano Menezes: Jefferson, Réver, Dedé, Lucas, Oscar, Fred, Neymar e Ronaldinho Gaúcho.
O atacante Leandro Damião, nome certo nos dois grupos, sofreu lesão muscular na coxa direita durante jogo do Inter na quarta ontem. Mas Mano leva em seu lugar duas grandes novidades: são os atacante Borges,  artilheiro do Santos e do Brasileirão,  e o meia Diego Souza, do Vasco, que vem  "comendo" a bola na equipe cruzmaltina. Ambos fazem  parte da Seleção que vai enfrentar a Argentina em Belém.
Diego está  na Seleção de Mano que vem a Belém.
Para o Superclássico das Américas, Mano Menezes manteve a base do grupo que empatou com a Argentina por 0 a 0 no primeiro jogo do confronto, realizado no dia 14 de Setembro, em Córdoba. Mas também trouxe novidades no grupo de 22 convocados, como é o caso do goleiro Rafael (Santos), do zagueiro Emerson (Coritiba), do atacante Borges (Santos) e dos meias Diego Souza (Vasco) e Elkeson (Botafogo).
Essa sequência de três partidas é uma boa chance para que o Brasil possa se recuperar no ranking da Fifa. Na atualização mensal de Setembro, a seleção brasileira caiu para o sétimo lugar, sua pior colocação desde que a lista foi criada em Agosto de 1993, quando estava na oitava posição. Além disso, Mano Menezes busca emplacar uma série de vitórias para dar confiança ao time.
Confira os convocados para o Superclássico das Américas:
Goleiros - Jefferson (Botafogo) e Rafael (Santos)
Laterais - Cortês (Botafogo), Danilo (Santos), Kleber (Inter) e Mário Fernandes (Grêmio)
Zagueiros - Dedé (Vasco), Emerson (Coritiba), Réver (Atlético-MG) e Rhodolfo (São Paulo)
Volantes - Casemiro (São Paulo), Paulinho (Corinthians), Ralf (Corinthians) e Rômulo (Vasco)
Meias - Diego Souza (Vasco), Elkeson (Botafogo), Lucas (São Paulo) e Oscar (Inter)
Atacantes - Neymar (Santos), Borges (Santos), Fred (Fluminense) e Ronaldinho Gaúcho (Flamengo)
Confira os convocados para os dois amistosos de outubro:
Goleiros - Julio Cesar (Inter de Milão), Neto (Fiorentina) e Jefferson (Botafogo)
Laterais - Adriano (Barcelona), Daniel Alves (Barcelona), Fábio (Manchester United) e Marcelo (Real Madrid)
Zagueiros - David Luiz (Chelsea), Dedé (Vasco), Thiago Silva (Milan) e Réver (Atlético-MG)
Volantes - Elias (Sporting Lisboa), Lucas Leiva (Liverpool), Luiz Gustavo (Bayern de Munique) e Sandro (Tottenham)
Meias - Fernandinho (Shakhtar Donetsk), Hernanes (Lazio), Lucas (São Paulo) e Oscar (Inter)
Atacantes - Fred (Fluminense), Hulk (Porto), Jonas (Valencia), Kleber (Porto), Ronaldinho Gaúcho (Flamengo) e Neymar (Santos)

Todos no Souza para incentivar as meninas!

A Comissão Técnica da equipe feminina da Tuna Luso Brasileira, à frente a técnica Aline Costa, está conclamando a torcida cruzmaltina para ir em massa hoje à tarde ao campo do Souza para incentivar a equipe no jogo de volta com o Viana, do Maranhão. Segundo Aline, o Viana é uma boa equipe e "vamos ter que jogar a nossa bola para garantir a classificação hoje à tarde", falou a treinadora ao escriba,
A Tuna vai entrar completa, com sua defesa bem preparada para os ataques do Viana, que as atletas cruzmaltina sabem, vem disposta a tentar decidir o jogo. "Só que estamos prevenidas e bem preparadas, treinamos bastante esses últimos dias para que possamos garantir a vitória", disse a zagueira Talita.
O jogo começará as 16 horas e espera-se um grande número de torcedores para incentivar a equipe da Tuna, que está embalada para chegar às semifinais e finais da Copa do Brasil. Todos lá e depois do jogo é só comemorar!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Reviravolta na Série C: Com a volta do Rio Branco, Araguaína cai para a Série D

Equipes "comprando" outras, resultados incompatíveis com a performance das partidas, além de  outras bagunças. Essa é a realidade do Campeonato Brasileiro da Série C, quando  ontem tarde, na sede da CBF, o bicho pegou e além da cantada em prosa e verso possível anulação de jogos e até punição de equipes, terminou por trazer de volta e em primeiro lugar do Grupo E (o mesmo do Paysandu)  o Rio Branco, o popular Estrelão.
A punição do Rio Branco havia sido decretada na sexta-feira, por ter a equipe acreana recorrido à Justiça Comum em perlenga que envolvia o Estádio Arena da Floresta. O STJD puniu, mas o Estrelão recorreu ao Pleno do Tribunal e está de volta. Detalhe:  a equipe do Rio Branco estava tão confiante de que voltaria, que não parou de treinar e até evitou a saída de seu técnico. Agora a CBF prepara uma nova tabela e as equipes, que jogaram na semana passada terão mais tempo para descansar e entrar de cabeça rumo à Série B. 
Aviso aos navegantes: Com a volta do Rio Branco, perderam Luverdense e Araguaína. O primeiro, que estava classificado, perdeu a vaga, embora permaneça na Série C. Já o segundo, o Araguaína, que achava que iria permanecer na Série C, desceu para a B. A chiadeira dos dois foi grande!


Dilma abre Congresso da ONU falando sobre doenças crônicas não transmissíveis


Dilma Rousseff, presidenta do Brasil, fez hoje a abertura do Congresso da ONU, com discurso considerado de alto nível pelo conteúdo e pela segurança da Presidenta. Dilma foi a primeira mulher a abrir os trabalhos do mais importante encontro de nações do mundo. A Presidenta falou de importantes assuntos para o Brasil e para o mundo, dentre os quais sobre o problema das doenças crônicas não transmissíveis. Outra parte importante do pronunciamento de Dilma foi o apoio irrestrito ao povo e  à  Palestina ter uma cadeira efetiva na ONU. No vídeo acima, início do pronunciamento de nossa Presidenta.

Portuguesa lidera com folga a Série B

Edno é o artilheiro da Lusa com 11 gols.
A Portuguesa segue na liderança da Série B, rumo à 25ª Rodada e com todas as chances de retornar à Série A. Mas sua Comissão Técnica, que tem à frente o competente técnico Jorginho, nas preleções deixa bem claro aos atletas que "nada ainda está ganho".  A vitória contra a equipe do Guarani por 2x0, sábado passado,  foi considerada pelo "Coach" como difícil e mostra que o Brasileiro Série B está se afunilando, com as equipes passando a brigar por resultados: uns para subirem, outros para não caírem.
Os jogadores  lusos estão focados  no  jogo do próximo sábado, em Bragança Paulista contra o  Bragantino.
Jorginho tem duas baixas para escalar a equipe. O volante Ferdinando e o atacante Ananias estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo e desfalcam a Lusa. O meia Marco Antonio, que não enfrentou o Bugre por conta de uma forte gripe, deve se recuperar a tempo para enfrentar o Braga. Para a vaga dos suspensos, o técnico líder da Série B estuda substitutos à altura.
"Vou ter ainda três dias para definir quem entra. Uma coisa é certa, vamos jogar para vencer sempre. Como foi no jogo contra o Guarani. Tivemos o desfalque do Marco Antonio de última hora, mas o Boquita entrou e nos ajudou. No segundo tempo fizemos algumas modificações na equipe e conseguimos equilibrar um pouco mais o time. Não jogamos como nas outras partidas, estivemos muito abaixo da nossa capacidade, mas felizmente deu para a gente ganhar", disse  Jorginho.
A Portuguesa é a líder da Série B com 49 pontos ganhos em 24 jogos disputados, cinco pontos à frente do segundo colocado, o Náutico. Seu ataque é o melhor do Brasil com 50 gols marcados, com média de mais de dois gols por partida. Edno é  o artilheiro da equipe com 11 gols.

"Peixe" célere rumo ao título

Faltando 14 jogos para seu enceramento, a Série A do Campeonao Brasileiro, podem crer, ainda vai apresentar muitas surpresas. E pelo visto, parece que elas começaram a acontecer bem antes do que se imaginava. A mais nova delas  é a ascensão do Santos, que passou boa parte da Primeira Fase na maior pindaíba, nunca ficando entre os 10 primeiros e até "namorando" com os quatro últimos lugares. E agora, na Segunda Fase,  dá uma arrancada violenta, vencendo as últimas quatro partidas e tudo indica que será a nova a equipe sensação deste Brasileiro, principalmente depois de desancar o líder Coríntians, que com a derrota de virada domingo passou da primeira para a terceira colocação. O técnico Muricy estaá feliz com a volta de Arouca e acredita que quando o meio de campo estiver completo, com a volta de Paulo Henrique Ganso,  o entrosamento quase  mágico com o ataque, em termos de perfeição,  talqual teve no ano passado, a equipe poderá dar bem mais alegrias aos seus torcedores e brigar pelo título.
Arouca, do Santos,  um "senhor" volante!
Ramalho, que depois da conquista da Libertadores, viu sua equipe perder um pouco a qualidade, principalmente depois de algumas contusões de atletas fundamentais como Paulo Henrique Ganso e Arouca, dois baluartes do meio de campo,  além da negociação que o Clube fez de outros jogadores,  foi obrigado a lançar outros jovens talento da seara santista, sempre cheia de valores. Com isso a equipe foi se equilibrando e hoje jogadores que saíram da equipe e realmente fizeram falta como Zé Eduardo e Robinho, que fizeram parte do Santos sensação no ano passado, já estão com seus substitutos legais, principalmente o centroavante Zé Love, que teve em Borges, artilheiro da equipe e do Brasileiro, um substituto bem mais qualificado.
Hoje a equipe de Vila Belmiro pega um América Mineiro acabrunhado e com a cara de sofrimento, pois não consegue sair da lanterna, tendo apenas 19 pontos. Com 32 pontos e com dois jogos a menos que as demais equipes, o Peixe vencendo hoje pode galgar uma melhor posição do que a 11ª que está. Dependendo dos resultados de Vasco e Atletico Goianiense e Coritiba e Cruzeiro, jogos da 25ª Rodada, o time de Ganso e Neymar poderá já  na sexta-feira amanhecer entre os 10 primeiros colocados no Brasileirão Série A. Daí para brigar pelo título vai ser coisa bem mais fácil para os jovens santistas.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

De novo, Felipão!

Não dá para entender a força que o técnico Luiz Felipe Scolari tem que ninguém consegue lhe dar uma punição séria, que lhe faça baixar a bola. Felipão já agrediu repórter, xingou torcedor, quando quer faz gestos obscenos para a torcida, para a Imprensa, para quem quer que seja. Compra briga com a diretoria de seu clube, o Palmeiras, desafia torcedor ou chefe de torcida para a briga, mostra o muque e diz que quem quiser apareça e o chame "que ele vai para a porrada", num autêntico estilo "Rambo tupiniquim". O canastrão pinta e borda.
Por estar fazendo uma péssima campanha no Palmeiras, Scolari está sempre em atrito com a torcida e com parte da diretoria, que não aceita o sistema de trabalho do técnico, que vive a se pavular de ter treinado a Seleção Portuguesa e o Schelsea, além de ter sido, embora por ironia, campeão do mundo pela Seleção Brasileira.
No jogo de domingo, em que o Palmeiras mais uma vez não conseguiu vencer, empatando com o Avaí, em 1 a 1, no Estádio da Ressacada, o técnico saiu debaixo de vaias por parte da torcida palmeirense. Irritado e fora de si, o tecnico fez gestos obscenos para a torcida e saiu de campo xingando a todos e culpando o fato de ter sido vaiado, por diretores palmeirenses liberarem o CT do Clube para as torcidas organizadas. "Foi tudo orquestrado, bem orquestrado", falou Scolari sobre as vaias em Florianopolis.
Mais uma vez o STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva) vai analisar se o técnico palmeirense pegará uma punição ou não, mas o procurador da entidade já ensaiou à Imprensa que "vai analisar com cautela" as imagens do xingamento e dos gestos obscenos do técnico, para o gauchão não ser julgado sem necessidade.
O fato é que até no tribunal Felipão leva largura. Um dos procuradores do STJD, Paulo Schimitt, demonstra um certo temor quando o assunto é Felipão. Segundo Schimitt, quase toda semanas tem fato novo com o técnico do Palmeiras. "Desse jeito vai parecer perseguição", disse já querendo defender o arrogante técnico.
Felipão demonstra ter muita força no STJD, ou então sua macumbeira é da boa. Nas duas últimas vezes em que foi julgado, saiu praticamente ileso, já que poderia pegar um gancho de mais de 700 dias e pegou apenas duas partidas de seuspensão. E no outro, quando já estava praticamente certo que pegaria seis meses de gancho, entrou sério e saiu rindo, absolvido que foi pelos auditores.
Dessa maneira, Felipão vai só colecionando inimigos. Com antipatia, falta de humildade e sem conseguir ganhar nada. A tendência é o treinador ter as portas de clubes fechadas, já que se incomptibiliza com Imprensa, dirigentes, torcedores e até com jogadores, que não gostam do estilo "ignorantão" do bafento treinador.

Será que "todos" já sabiam?

Os agentes prisionais já sabiam; o Diretor do presídio de Americano, já sabia; a direção da  Susipe, já sabia; os moradores da área que circunda o presídio sabem de tudo, inclusive chamam o local de "balneário"; a mulher que aliciou as adolescentes, já sabia;  a vice presidente dos Conselhos Tutelares, já sabia; a própria adolescente de 14 anos, já sabia, porque declarou que não foi a primeira vez que foi lá. Peraí, a pergunta que não quer calar: quem não sabia?  Ah, o Secretário, que também "dançou", parece que não sabia. E se sabia fez vista grossa e... sobrou também para ele.
Aviso aos navegantes: ninguém se surpreenda se no próximo jogo que houver no Mangueirão, que pode  ser até o jogo da Seleção Brasileira, que será ao vivo para o Brasil inteiro,  aparecer uma plaquinha com letras escritas  em caixa alta: "EU JÁ SABIA!"
Bem. Eu confesso que não sabia!
Égua, nunca vi tanta coincidência junta!.

Caso Fortaleza: já vi esse filme!

O que aconteceu no jogo do Fortaleza, em que o Leão do Pici "venceu" o CRB, que no melhor estilo "caiu de quatro", já aconteceu várias vezes em nosso futebol. Quem não lembra um antigo dirigente do Paysandu que se vangloriava de já ter "comprado" árbitros e até jogadores? Tem até uma história de um título da equipe da Curuzu que foi praticamente "negociado " com um conhecido juiz de futebol. Dica: o árbitro, hoje já aposentado,  é baiano. Quem descobrir o nome dele por favor me mande, pois eu, sinceramente, já esqueci.
O CRB, que segundo dirigente do Campinense, "vendeu-se" ao Fortaleza, é o adversário do Paysandu no sábado que vem.
Aviso aos navegantes: o "caso" postado acima, foi o próprio dirigente que confessou em entrevista à uma emissora de TV de Belém.

Fortaleza entra em "bola dividida"

Embora muitos achem normal e que alguns achem até "lugar comum" em campeonatos, torneios, sejam regionais, interestaduais e nacionais, o escriba lamenta a acusação feita pelo Campinense da Paraíba ao Fortaleza e ao CRB de Alagoas, de terem combinado o resultado para beneficiar o Leão do Pici.
Segundo a direção do Campinense, equipe tradicional de Campina Grande, na Paraíba, o Fortaleza "negociou" com o CRB o resultado do jogo de domingo, em que o time cearense "venceu" por 4a 0, justamente o escore que o livraria da queda para a Série D. De acordo com a diretoria do Campinense, e posterior postagem no twittter do Clube, houve evidenciada "transação errada" na vitória do Fortaleza, por 4 a 0. Segundo o residente, para ficar na Série C,  sua equipe teria que vencer Guarany de Sobral, o que aconteceu pelo escore de 1 a 0. Só que de nada adiantou, pois mesmo ganhando, o Campinense caiu para a Série D."As cenas que mostramos são a prova da pilantragem dos dois clubes", diz o presidente do Campinense.
Para permanecer na Série C o Leão cearense  teria que vencer pelo menos com 4 gols de diferença. E foi o que aconteceu, além de  cenas de conversas entre os jogadores do Fortaleza e CRB, até anotadas pelo árbitro do jogo.
O "X" da questão é que hoje as imagens do jogo entre Campinense e Guarany também foram mostradas e são bastante complicadas. O Guarany teve gol anulado e tudo indica que o resultado também foi "arranjado", Só não se sabe por quem.
Isso demonstra que infelizmente para algumas pessoas o futebol não é coisa muito séria. É apenas um "negócio" onde coisas escusas podem acontecer. Para mim, as duas partidas e as quatro equipes devem ser penalizadas, principalmente pelo desrespeito que tiveram com o torcedor, que paga seu ingresso e quer resultados bons para suas equipes. E com certeza o torcedor honesto não aceita esse tipo de "jogada", que literalmente não faz parte do bom futebol. Talvez Fortaleza e o próprio Campinense tenham entrado em uma "bola dividida", em que além de terem a chance de serem punidos, também contribuíram em muito para o empobrecimento  do belo esporte que é o futebol.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Dilma, na ONU, vai mostrar a força do Brasil

Dilma: na ONU mostrará a força da mulher.
A presidenta Dilma Rousseff disse sentir "muito orgulho" por ser a primeira mulher a abrir a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em cerimônia programada para quarta-feira. Durante seu programa semanal de rádio "Café com a Presidenta",  Dilma declarou que vai levar ao plenário da ONU temas como a transparência nas ações dos governos, o combate a doenças crônicas, a crise econômica mundial e o papel da mulher no mundo. "O Brasil tem muito a mostrar em cada um desses temas", afirmou.
No tradicional programa que vai ar todas as segundas pela manhã, a presidenta falou também sobre educação. Dilma garantiu que até 2014 o governo federal cumprirá a promessa de construir seis mil creches em todo o País. Segundo ela, serão no total 6.427 creches e pré-escolas em 1.465 municípios brasileiros. "O governo federal oferece o dinheiro para a construção do prédio e dá, também, os recursos para manter o primeiro ano de funcionamento da creche. Já a prefeitura deve dar o terreno e assumir a administração da nova unidade escolar", disse a presidenta. Ela explicou que escolha dos municípios que receberão as unidades é feita de acordo com a necessidade de cada região. "Este salto que vamos dar na educação infantil vai ser o mesmo para todos e em todo o Brasil", afirmou. Dilma disse ainda que até o fim de seu mandato cerca de 10 mil quadras esportivas serão construídas ou cobertas nas escolas da rede pública para atender 8 milhões de alunos. "Assim, os alunos podem praticar esportes o ano inteiro, mesmo em dias de chuva, em dias quentes ou muito frios", afirmou. "O esporte é um estímulo para que as crianças permaneçam na escola por mais tempo".

Revendo "Uma Noite em 67"

Mosaico com momentos do Festival da Record de 1967.
 No final desta semana, revi pela terceira vez, o belíssimo documentário "Uma noite em 67", da dupla de diretores Renato Terra e Ricardo Calil. Desta vez atentei mais para ver e ouvir, além das belíssimas músicas que se eternizaram na memória dos brasileiros, os interessantes depoimentos de criticos e atistas, como Sérgio Cabral, Gilberto Gil,Caetano Veloso, Edu Lobo e do compositor Sérgio Ricardo, o homem que jogou o violão na platéia.
A película, além de revelar através da perfeita pesquisa dos dois cineastas com talento e até genialidade, a construção de alguns fenômenos singulares  que traçam  os festivais de música, que tiveram início a partir de 1965, mostra também o lançamento das novas estrelas da canção popular e o movimento iniciado por Caetano Veloso e Gilberto Gil, o Tropicalismo.
A apresentação e o consequente julgameno das cinco finalistas e mais a de Sérgio Ricardo, que não conseguiu cantar por causa  das vaias, o que fez com que o artista autor de "Beto bom de bola" acabasse por arremessar seu violão em cima da plateia frenética.
"Uma noite em 67", nos intervalos,  exibe as entrevistas com artistas com os tímidos Roberto Carlos e Chico Buarque, que já eram astros de sucesso,  Caetano Veloso, muito ativo e falante e um Gilberto Gil, na época,  já meio filósofo, onde pode-se perceber os importantes resgates de uma época, em que  o público tinha uma   grande e importante participação: aplaudindo, vaiando, cantando as letras das músicas, inclusive com torcidas organizadas.
O escriba anotou alguns rápidos depoimentos, que achou marcantes: O do diretor do Festival, que sabedor que Gilberto Gil não iria se apresentar por estar embriagado, foi em seu apartamento, onde encontrou a companheira de Gil, Nana Caymi, que ajudou o diretor a dar uma bom banho no baiano que o deixou "inteiro" para se apresentar e ganhar o segundo lugar; Do jurado Sérgio Cabral, que confessou na época ter sido contra as guitarras elétricas lançada pelo Tropicalismo, mas que hoje acha "Alegria e Alegria", de Caetano, a quarta colocada, como "uma das mais belas letras da música brasileira; de  compositor Sérgio Ricardo, protagonista do lançamento do violão na platéia e que deixou o legado de uma das melhores manchetes do jornalismo brasileiro: "Violada no auditório"; De Roberto Carlos, que soltou a piadinha: "Edu Lobo não vai cantar "Ponteio", se vencer o Festival. É porque Sérgio Ricardo jogou seu violão na platéia; De Caetano Veloso, que quando ouviu Rita Lee e os Mutantes, decidiu arrepiar e levar os jovens para acompanhar-lhe com suas guitarras cantando "Alegria, Alegria", de Gilberto Gil, que confessou antes da decisão final, que se fosse jurado votaria em "Roda Viva", de Chico Buarque  e de Edu Lobo, que proferiu uma frase que muito bem define a concorrência dos astros nos festivais: “Nós éramos os cavalos de uma corrida e o que importava era chegar na reta final”.
"Ponteio", de Edu Lobo e Capinam, foi a primeira colocada. Gilberto Gil, com "Domingo no Parque", ganhou o segundo. Em terceiro veio "Roda Viva", de Chico Buarque. A mais aplaudida pelo público, "Alegria, Alegria", de Caetano Veloso, foi a quarta colocada e em  quinto lugar, Roberto Carlos com "Maria, Carnaval e Cinzas", de Luis Carlos Paraná. "Uma Noite em 67" é um belo filme. Vale a pena ver a histórica fita de Ricardo Calil e Renato Terra.

Paysandu venceu. Deu o óbvio ululante!

Quando coloquei neste Blog que para as duas vagas da Série C a situação mais cômoda era do Paysandu, tinha mais ou menos a certeza de que a equipe bicolor além de jogar em casa, tinha pela frente um time totalmente desestruturado, sem a mínima condição de disputar sequer uma segunda divisão de nosso Campeonato. O Araguaína é de um amadorismo dinossáurico, de todo o time não se aproveita quase ninguém, com todo respeito pelos seus atletas, que na verdade não são os culpados. A culpa é de quem os contratou. Então, a vitória pelo placar elástico de 5 a 0 refletiu mais a fragilidade do Araguaína de que mesmo a supremacia do Paysandu,  que reputo como um time muito regular, e que só fez o dever de casa ontem pela falta de qualidade técnica do adversário. Mas valeu a vitória bicolor. Espero que Edson Gaúcho consiga fazer a equipe evoluir e até mesmo chegar à classificação entre as quatro equipes que subirá à Série B. Mas o time tem que melhorar muito, principalmente táticamente.
O negativo de ontem foi a desclassificação do Águia. Um time relativamente barato, comparando com Paysandu e principalmente Fortaleza, que disputam a mesma Série C e fizeram investimentos astronômicos -o Leão do Pici inclusive não conseguiu pular de fase-, mas que mesmo cm as dificuldades, fez uma bela campanha, perdendo a classificação para o Luverdense no critério do saldo de gols. Infelizmente, com na vida real, algumas coisas no futebol não têm explicação, como por exemplo: a última partida, que na maioria das vezes é decisiva, como foi ontem, o Águia fez fora. Já o Paysandu, não sei se por respeito à história da equipe bicolor, a tabela da CBF colocou seu último jogo em casa. E por sorte a equipe da Curuzu pegou uma "galinha morta" que deitou e rolou. Coisas do futebol.

sábado, 17 de setembro de 2011

Saída do Rio Branco desnorteia o líder Águia

Galvão agora está preocupado.
Com a desclassificação do Rio Branco -que considero uma tremenda vacilada de sua diretoria, principalmente de seu Departamento Jurídico, que tem obrigação de saber que a Justiça do Esporte não pode ser misturada com a Justiça Comum-, ficou bem melhor a situação do Paysandu, que agora só precisa mesmo vencer para estar na próxima fase, e, -parece até brincadeira- bastante complicada a situação do Águia de Marabá.
Negócio o seguinte: com a desclassificação do Rio Branco, sobram agora as duas vagas para a próxima fase. Como o Águia tem 13 pontos e tem seu último compromisso fora de casa, com o Luverdense, que tem 10 pontos, a equipe marabaense tem que vencer ou no mínimo empatar para não cair fora a competição, porque no c aso de derrota, o Luverdense toma-lhe a vaga, porque embora tenha menos pontos, tem um saldo de gols melhor. Aí o Águia vai depender do resultado de Paysandu e Araguaína. Se a equipe da Curuzu vencer, chega aos 14 pontos e manda embora os marabaenses, que começam a partida em primeiro lugar e terminam em terceiro, só perdendo para o lanterna Araguaína.
Pelo sim, pelo não, torcedores do Águia de Marabá já visitaram vários terreiros e o primeiro pedido não é a vitória da equipe de João Galvão. É a derrota do Paysandu.  Cruz, Credo!

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Flamengo quer craques e mais mídia

Mengo quer tirar Falcão do Santos
Flamengo é hoje a equipe brasileira que mais aposta na mídia. Embora não esteja muito bem no Campeonato Brasileiro, onde já beira a décima partida sem vitória, o Mais Querido do Brasil tem o técnico brasileiro mais conceituado, Vanderley Luxemburgo. Ainda no futebol, o Mengão contratou um dos maiores jogadores de todos os tempos, Ronaldinho Gaúcho, que chegou na Gávea meio encabulado, não mostrando bom futebol, já se encontrou e hoje é uma das estrelas da equipe.
Fora do futebol profissional, o Flamengo também ataca nos esportes amadores para ganhar mídia. O Flamengo tem ainda em suas hostes o nadador campeonissimo César Cielo, como também o gigante do basquete Leandrinho, foi recentemente contratado.  Fabiana Beltrame, remadora campeã da Copa  do Mundo de Remo, título inédito para o Brasil, ganho em Junho passado, pertence ao Clube de Regatas Flamengo.
Achando pouco seus investimento na mídia coma aquisição de grandes nomes do esporte, o Flamengo agora está de olho no super atleta de futsal Falcão, que atualmente pertence ao Santos. Falcão está nos planos do Flamengo para 2012, cuja idéia é formar um supertime adulto e sub-20 para o ano que vem. A equipe carioca está disposta até a pagar a rescisão do jogador. Mas o time da Vila Belmiro já disse que não libera o jogador, que está também nos planos do "Peixe" para o centenário, que será em 2012.
A briga promete, porque com um Departamento de Mídia atuante, o Flamengo está disposto a tudo para cada vez mais ganhar a simpatia dos brasileiros em todos os esportes.

Meninas da Tuna empatam e decidem no Souza

Empate com sabor de vitória. Foi assim que a técnica Aline Costa, da Tuna Luso Brasileira, avaliou o empate de ontem contra a equipe do Viana, do município de mesmo nome, do Maranhão, em 1 a 1. Com o resultado, a Águia do Souza jogará por uma simples vitória ou até pelo empate sem gols.
A Tuna entrou em campo disposta a ganhar, jogando para a frente, procurando logo furar a defesa adversária. O primeiro tempo terminou empatado sem gols, mas o Viana, mais tranquilo por estar em casa, voltou procurando entrar de qualquer maneira na defesa cruzmaltina. Assam, foi que logo aos 10 minutos da segunda o Viana conseguiu seu gol através de cobrança de falta, por intermédio de Moana.
A Tuna não se entregou e correu atrás do empate. Com ataques seguidos, a Águia empatou através de cobrança magistral de uma penalidade por Letícia. Era o que as cruzmaltinas queriam. Logo depois a partida encerrou.
A Tuna já está pensando na partida de volta, dia 22 no Estadio do Souza. Aline pensa escalar o time com um esquema agressivo, pois pretende definir a partida se possível na primeira etapa. Se passar pelo Viana na próxima quinta-feira, a Tuna vai enfrentar possivelmente o Vitória de Pernambuco, que venceu de goleada a equipe do São Francisco-Ba., em pleno estádio da equipe baiana, em São Francisco do Conde. O escore foi 6 a 2, o que praticamente dá a vitória à equipe pernambucana.
Vencendo o Viana a Tuna dá mais um salto rumo ao Título da Copa do Brasil. As meninas e a técnica da Tuna pedem apoio maciço dos cruzmaltinos e não cruzmaltinos na partida no Souza. Vamos todos lá incentivar a Tuna, que na Copa do Brasil é o Pará!


quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Médicos em greve: salve-se quem puder!

É impressionante a postura corporativista do presidente do Sindicato dos Médicos, João Gouveia. Em qualquer situação em que um médico esteja envolvido, ele toma posição sempre favorável à sua categoria, deixando bem claro para toda a população paraense que a seu ver, médico não erra, médico nunca tem culpa,  médico é um coitadinho.
No episódio das crianças que morreram à porta da Santa Casa, no mês passado,  depois de seus pais passarem uma verdadeira "via crucis" por dois hospitais, Gouveia, sabedor que a médica que não atendeu à mãe em situação de parto, havia sido levada à delegacia pelos Bombeiros que transportavam os pais das gêmeas, no outro dia convocou imediatamente a categoria médica, que bastante unida, fez manifestações em vários pontos da cidade, com muito protesto verbal e nas faixas e cartazes que conduziam. Quem presenciou até pensou que era greve de trabalhadores braçais, tanto era o entusiasmo e a revolta dos manifestantes. A faixa mais simples levava a seguinte frase "Médico não é bandido", embora no episódio ninguém tenha se manifestado para atingir a classe médica.  Mas aproveitando a frase da faixa,  o escriba diz: "É verdade, Dr. Gouveia. Bandida é a população.  Médico é santinho!
Agora, com a decisão da  2ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, que instaurou inquérito civil para apurar suspeitas  de que médicos estão priorizado consultas particulares em detrimento de atendimentos de convênios com planos de saúde, o mesmo João Gouveia, titular do Sindicato dos Médicos, já anunciou que a categoria vai às ruas novamente com faixas e cartazes, além das tradicionais palavras de ordem, no sentido de repudiar qualquer ação contra a ao que parece intocável categoria de médicos.
À Imprensa, o ao que parece insensível João Gouveia diz: "A promotoria está equivocada e também não está levando em consideração uma coisa : o médico não é servidor público, mais sim, um profisional liberal. Ele tem direito de escolher a quem ele quer atender". Ou seja, na avaliação do presiente do Sindicato dos Médicos, João Gouveia, o médico, se assim o desejar, deixa quem ele quiser morrer à míngua. Aí vai para o beleléu o "Juramento de Hipócrates" e outras obrigações sociais,  humanas e até sentimentais que os homens de branco, com certeza têm como comromisso em  sua importante profissão.
Bastante irritado com a decisão da Promotoria, e mostrando que médico quando quer tambem sabe fazer barraco, Dr, João Gouveia já garantiu que no próximo dia 21, na passeata dos médicos, a categoria vai participar em peso, inclusive com faixas e cartazes, fazendo o enterro simbólico dos planos de saúde, que segundo o sindicalista, pagam míseras taxas por consultas.
Acho que a greve é um direito de qualquer trabalhador, embora tenhamos que reconhecer que o médico é um trabalhador privilegiado, com bons salários, bom ambiente de trabalho, a meu ver com  pouca coisa a reclamar, embora a máxima diga que "quanto mais se tem, mais se quer".  Se acha que está ganhando pouco reivindique, com responsabilidade e com compromisso, mas protestar ao ponto do líder da categoria dizer que "médico atende a quem quer", aí é complicado, porque muitas vidas podem ficar em jogo. E sendo assim pode esperar: muitos pobres poderão morrer por falta de assistência.
Por via das dúvidas, o escriba dá um aviso aos navegantes: Façam o possível para não adoecer no dia 21, porque os médicos vão estar em greve geral. Aí vai ser "salva-se quem eles quiserem". Não é Dr. Gouveia?